icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
30/07/2013
14:24

O francês Yannick Agnel roubou a cena na final dos 200m livre do Mundial de Esportes Aquáticos, que está ocorrendo em Barcelona (ESP). Após decidir de última hora que nadaria as provas individuais do torneio, ele faturou o título da distância, da qual já havia sido campeão olímpico no ano passado. Para azar de Ryan Lochte, favorito à conquista e que nem sequer foi ao pódio.

Agnel concluiu a prova em 1m44s20, mais de um segundo à frente do segundo colocado, Conor Dwyer (EUA), que fez 1m45s32. Completou o pódio o russo Danila Izotov, que cravou 1m45s59. Lochte, considerado por muito o mais cotado para o título, foi apenas o quarto, com 1m45s64.

Agnel sagra-se campeão mundial apenas um mês depois de mudar de treinador. Ele deixou o seu antigo técnico, Fabrice Pellerin, e rumou para os Estados Unidos. No país ianque, decidiu treinar com Bob Bowman - ex-mentor de Michael Phelps.

- Estou muito contente com este resultado. Para ser sincero, não esperava ser campeão. Eu estava muito focado, mas também bastante relaxado, para ser sincero. Não queria colocar nenhuma pressão sobre meus ombros - afirmou Agnel.

Já Lochte deixou a piscina frustrado. Irritado com o resultado, não quis atender a imprensa por muito tempo. Ele volta à piscina nesta quarta-feira, quando disputará as eliminatórias dos 200m medley.

- Esta não foi a minha noite. Não queria falar nada neste momento, só gostaria de esquecer essa prova mesmo e seguir em frente. Eu ainda tenho um monte de provas por vir, então eu não quero pensar nisso mais - desabafou.

O francês Yannick Agnel roubou a cena na final dos 200m livre do Mundial de Esportes Aquáticos, que está ocorrendo em Barcelona (ESP). Após decidir de última hora que nadaria as provas individuais do torneio, ele faturou o título da distância, da qual já havia sido campeão olímpico no ano passado. Para azar de Ryan Lochte, favorito à conquista e que nem sequer foi ao pódio.

Agnel concluiu a prova em 1m44s20, mais de um segundo à frente do segundo colocado, Conor Dwyer (EUA), que fez 1m45s32. Completou o pódio o russo Danila Izotov, que cravou 1m45s59. Lochte, considerado por muito o mais cotado para o título, foi apenas o quarto, com 1m45s64.

Agnel sagra-se campeão mundial apenas um mês depois de mudar de treinador. Ele deixou o seu antigo técnico, Fabrice Pellerin, e rumou para os Estados Unidos. No país ianque, decidiu treinar com Bob Bowman - ex-mentor de Michael Phelps.

- Estou muito contente com este resultado. Para ser sincero, não esperava ser campeão. Eu estava muito focado, mas também bastante relaxado, para ser sincero. Não queria colocar nenhuma pressão sobre meus ombros - afirmou Agnel.

Já Lochte deixou a piscina frustrado. Irritado com o resultado, não quis atender a imprensa por muito tempo. Ele volta à piscina nesta quarta-feira, quando disputará as eliminatórias dos 200m medley.

- Esta não foi a minha noite. Não queria falar nada neste momento, só gostaria de esquecer essa prova mesmo e seguir em frente. Eu ainda tenho um monte de provas por vir, então eu não quero pensar nisso mais - desabafou.