icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
12/11/2014
08:01

Com as grades instaladas a pedido da Polícia Militar para dividir as torcidas mandante e visitante em jogos, o Allianz Parque terá pontos cegos. O problema não será resolvido para os dois jogos do Palmeiras no estádio em 2014, contra o Sport, no dia 19, e contra o Atlético-PR, no dia 7 de dezembro. Para 2015, a WTorre trocará a atual divisória por uma feita de vidro, e a construtora assim considera que resolverá o problema de visão no setor.

Um protótipo já está em fase de testes, mas não haverá tempo de ser usado ainda neste ano. Depois do jogo contra o Rubro-Negro pernambucano, o reformado Palestra Itália receberá dois shows de Paul McCartney, nos dias 25 e 26 de novembro. Nas apresentações do ex-Beatle as grades serão retiradas, para evitar ponto cego no evento. Logo depois, serão recolocadas para a última rodada do Nacional.

Paralelamente a isto, a construtora tentará convencer a Polícia Militar de que não será necessária a divisão de torcidas. Por conta do sistema de segurança do estádio, e contando também com a educação dos que forem ao estádio, eles querem provar nestes primeiros jogos de que o projeto inicial, sem separações, pode ser mantido. Com isto, o Allianz Parque voltaria a ter seus 43.600 lugares, contra os atuais 39 mil, graças à imposição da PM.

Nesta quinta, o Palmeiras divulga o esquema de venda de ingressos para o jogo contra o Sport, sua estreia na nova casa. A tendência é de que o valor das entradas seja dividido em quatro categorias: R$ 80, R$ 150, R$ 250 e R$ 500. Por questão de segurança, o estádio não deverá ter público, também, nas fileiras que ficam acima da área de visitantes.

Divisórias entre torcida mandante e visitante já foram instaladas (Foto: Divulgação)