icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
21/11/2014
19:45

Segundo a WTorre, apesar da derrota para o Sport, só duas cadeiras foram danificadas na estreia Allianz Parque, quarta-feira. Ainda assim, os assentos não precisarão ser trocados, apenas reparados. A organização não sabe se o problema se deu por mau uso, ou se as cadeiras já estavam danificadas previamente.

A construtora planeja para depois dos shows de Paul McCartney (marcados para os dias 25 e 26) discutir a logística em jogos, e como acertar o trabalho dos stewards. Após os 2 a 0 para o Sport, alguns torcedores ficaram bem próximos da separação entre arquibancada e saída de campo, para xingar o time. O plano é de que os seguranças façam minutos antes um cinturão e assim evitem a aproximação e o risco de se atirar algo no campo e no elenco.

Toda a organização da partida na quarta foi feita pelo Palmeiras, em decisão acertada a dois dias da estreia depois de um pedido do próprio clube. A intenção da WTorre, porém, é de que isto fique a cargo da construtora, para que se monte uma equipe fixa para trabalho na arena. A empresa considera que com isto facilitaria o atendimento ao público.

Com a medida, o clube tentou economizar nos gastos operacionais, já que em partidas grandes o valor investido na infraestrutura pode chegar a perto de R$ 400 mil. Por conta do pouco tempo para realizar o jogo, o Palmeiras buscou informações com o Corinthians, especialmente pela busca de empresas especializadas nas logísticas interna e externa em arenas de futebol.

Independente de quem fizer a organização, o valor da renda líquida ficará sempre com o Palmeiras. O valor obtido na estreia do estádio foi recorde: quase R$ 5 milhões. Com os descontos, chegará a cerca de R$ 3,5 milhões. O Verdão fará mais um jogo em casa no ano: dia 7 de dezembro, contra o Atlético-PR.