icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2013
13:53

A derrota para o Atlético-PR, na Vila Capanema, piorou ainda mais a situação do Internacional no Campeonato Brasileiro. Apenas seis pontos acima da zona de rebaixamento - é a distância de pontos para Vasco e Fluminense -, os colorados passaram a ser mais pressionados pela torcida, o que aconteceu nesta segunda-feira, no desembarque da equipe a Porto Alegre. Algo que não traz temor para o volante Willians, que pede paciência aos colorados.

- Não é assustar. Passei por isso já em 2010, com o Flamengo. Fiquei triste, porque podíamos dar mais um fator vitória para o torcedor - comentou o camisa 8 do Inter.

O meio-campista afirmou que entende as cobranças dos colorados. No primeiro protesto da temporada, logo no primeiro treinamento de Clemer no comando do time, Willians foi um dos xingados pelos torcedores presentes, assim como o lateral-direito Gabriel, o lateral-esquerdo Kleber e o presidente Giovanni Luigi, principal alvo da manifestação no aeroporto.

- Ninguém fica feliz se sair dali com derrota, voltar para caasa, olhar para o seu filho e ele falar que o pai não conseguiu. Depois ser xingado pelo torcedor também. Entendo a revolta, tentamos vencer e não conseguimos. Mas o torcedor precisa ter um pouco mais de paciência que vamos voltar a vencer e dar títulos ao torcedor colorado - completou Willians.