icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/11/2013
12:20

O Internacional espera ter colocado um ponto final em mais um caso problemático no vestiário colorado. O volante Willians concedeu entrevista coletiva ao final da manhã desta terça-feira e se desculpou de maneira pública pelas declarações, contestando o técnico Clemer, que não usou todas suas substituições. O volante também admitiu uma cobrança após o jogo do treinador e do grupo. O camisa 8 colorado afirmou que achou que o time estava desgastado no final do empate em 0 a 0 com o Coritiba, no Centenário, e por isso deu a declaração.

Ao sair de campo, Willians disse "o treinador tem três substituições e só faz uma". A frase repercutiu imediatamente e após o jogo, no vestiário, o técnico e o grupo o cobraram. O volante pode ser punido pela diretoria colorada com uma multa no salário. Sem afastamento ou treinamentos em separado.

- Foi uma ação minha que não poderia acontecer, falei de um jeito que acho que vocês não entenderam. Achei que a gente poderia ter ganhado o jogo, porque nossa equipe estava bem superior ao Coritiba, a gente precisava vencer. Como tem um comandante do outro lado, não podia me expor deste jeito. Acabei falando algo que repercutiu muito. Já conversei com o grupo. Para o treinador, pedi desculpas pela minha declaração. Somos um grupo, uma família, precisa ter respeito. Sou humilde para pedir desculpas a ele e ao grupo - destacou o volante em entrevista coletiva após a reapresentação colorada.

O ato chega depois de uma discussão forte no vestiário do Serra Dourada, quando o Internacional perdeu para o Goiás, na rodada anterior. O próprio presidente Giovanni Luigi reconhece estes problemas no ambiente interno do clube gaúcho. O volante tem histórico de indisciplina na carreira. Já havia tido situações problemáticas no Flamengo, ao chegar atrasado. O volante negou que os jogadores não estejam "comprando" a ideia de Clemer e afirmou que o grupo está "fechado" com o treinador.

- Teve uma cobrança, acho normal. O que eu fiz não se faz, sei disso e tenho essa consciência. Acabamos conversando, falando um com o outro, para acertar. Sai no final do jogo nervoso, as palavras saíram sem pensar. Sentamos e conversamos. Achei que estava um pouco cansado, pela velocidade do jogo, como a gente estava querendo vencer, com a vontade, ficamos desgastados. Tivemos não sei quantas finalizações e conseguimos pressionar. A gente podia sair com a vitória, mas acabou vindo o empate, não foi um mau resultado. É dar continuidade e trabalhar para pegar o Corinthians - explicou o meio-campista.

O Colorado retoma os treinamentos na manhã desta quarta-feira, mirando o Corinthians, no sábado, no Pacaembu. O técnico Clemer conta com os retornos de João Afonso, Gabriel e Kleber para o duelo com os paulistas.