icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
12/11/2014
11:04

Willian já fez parte da legião brasileira que compõe a base o Shakhtar Donetsk (UCR). Duas temporadas depois de deixar o clube ucraniano, o meia-atacante do Chelsea (ING) tem agora a chance de reencontrar na Seleção brasileira antigos companheiros. Para o confronto diante da Turquia, nesta quarta-feira, o grupo que está em Istambul contará com três "ucranianos".

Douglas Costa e Luiz Adriano atuaram com Willian no período em que ele defendeu o time. Fred, o outro convocado por Dunga, é o único com o qual o meia não jogou. Conhecer bem os jogadores é um aspecto que fortalecerá o entrosamento, pelo menos pensa assim o jogador.

- Conheço Luiz Adriano, Douglas Costa, Fred não, mas sei da qualidade dele. Ter um dois três jogadores do mesmo clube ajuda muito - destacou.

Estreante na Seleção com o técnico Dunga, Luiz Adriano é um velho conhecido de Willian. E o antigo companheiro do atacante do Shakhtar aposta no sucesso do maior goleador da história do clube ucraniano com a camisa da Seleção.

- Ele é mais centroavante, movimenta, sabe jogar, mas fica mais fixo na área. Cai nas costas do zagueiro, mas é um estilo diferente do Tardelli. Sei das qualidades dele, joguei cinco anos com ele no Shakhtar. Sabe fazer gols, finaliza muito bem. Protege muito bem a bola e espero que possa ser feliz na Seleção - destacou Willian.