icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/02/2015
19:38

Praticamente todos os clubes que brigam pelas primeiras posições de cima do Campeonato Inglês entraram em campo nesta quarta-feira. E só quem não venceu foi a sensação Southampton. O líder Chelsea sofreu bastante, mas venceu o Everton por 1 a 0 com um gol de Willian já no fim. O City quebrou um jejum e derrotou o Stoke por 4 a 1. Foi a primeira vitória na Premier League contra este clube como visitante. O United teve o brilho de Smalling para vencer o Burnley por 3 a 1. O Southampton ficou no empate em 0 a 0 contra o West Ham.

Com estes resultados, o Chelsea segue tranquilo na liderança. A vantagem segue em sete pontos em relação ao Manchester City. Os Blues têm 59, contra 52 dos rivais. Com a vitória do United, o time chegou aos 47 e volta à terceira posição, com um ponto de vantagem sobre o Southampton. Os dois acabaram tirando o Arsenal do G4.


O técnico José Mourinho trouxe algumas novidades. Manteve a estrutura do time e resolveu não arriscar em colocar Fàbregas, que volta de lesão, desde o início. Também sem Oscar e Diego Costa, colocou Cuadrado como titular pela primeira vez, além de Ramires no meio e Remy novamente na frente. A pressão foi a mesma de outras apresentações.

O jogo foi movimentado desde o início. Cuadrado arriscou logo aos três minutos. Pouco depois, Willian limpou ainda fora da área e quase acerta um lindo chute. O Everton respondeu rapidamente, com Barkley deixando Lukaku em boa posição, mas Cech fez linda defesa.

Cuadrado foi titular pela primeira vez com a camisa do Chelsea (Foto: Ian Kington/AFP)

A partida continuou quente. Remy teve mais uma grande chance de cabeça, e Howard fez linda defesa. O Chelsea seguia melhor, mas sempre esbarrava em algum zagueiro ou no goleiro. Hazard teve chance, o centroavante francês mais outra, e o Everton mal conseguia encaixar contra-ataques. Mas com o tempo passando, veio o nervosismo dos Blues e o equilíbrio.

Na volta do intervalo o ritmo continuou o mesmo. O Chelsea tendo mais oportunidades, mas errando na hora de definir. Hazard até criou chances, mas nada de colocar a bola para dentro. Mas a melhor chance foi mesmo do Everton. Lukaku recebeu passe rasteiro pelo lado e finalizou, mas Cech operou um verdadeiro milagre.

O Chelsea chegou até a marcar em chute de fora da área de Matic. Porém desviou em Ivanovic no meio do caminho, e o lateral estava em posição de impedimento. Pouco depois ainda houve tempo para uma confusão em campo. Acabou que toda essa sequência ligou os Blues. Mais um ataque, e Willian acertou um bonito chute no cantinho para garantir a vitória.

Nasri foi um dos destaques da partida (Foto: Paul Ellis/AFP)

O Manchester City chegou em Stoke-on-Trent com um longo jejum. Nunca derrotou os rivais em seus domínios na Premier League. E enfim foi dessa vez. Os Citizens enfim venceram os rivais como visitantes. Agüero, Nasri e Milner foram os destaques no triunfo por 4 a 1.

Agüero abriu o placar da partida. O argentino recebeu a bola de Milner, avançou e invadiu a área. Mesmo com a marcação em cima acertou um bonito chute cruzado para vencer Begovic. Porém, não houve muito tempo para celebrações. Poucos minutos depois Arnautovic cruza e Crouch completa.

Na etapa final, o City voltou a ficar na frente. Boa jogada pelo lado direito, Nasri cruzou bonito e Milner cabeceou com estilo para deslocar o goleiro bósnio. Na reta final Agüero ampliou em cobrança de pênalti, e o meia francês deixou o dele em bonito chute.

O zagueiro Smalling marcou duas vezes para o United (Foto: Oli Scarff/AFP)

O Manchester United venceu sem lá tanta facilidade, mas contou com um herói improvável: Smalling. O zagueiro marcou duas vezes na vitória por 3 a 1 sobre o Burnley. O jogador não foi titular, mas teve que entrar no lugar do lesionado Jones aos cinco minutos. Com 22 segundos em campo, aproveitou bola na área e marcou de cabeça.

Pouco depois veio o empate do Burnley com Ings, também pelo alto. Na reta final do primeiro tempo, o zagueiro sempre perseguido pela torcida voltou a brilhar. Rooney e Di María fizeram jogada curta de escanteio, até que o argentino cruzou na cabeça de Smalling. No segundo tempo, Van Persie sacramentou o triunfo em cobrança de pênalti.