icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/11/2014
22:18

O clima esquentou após o término da partida entre Palmeiras e Bahia, disputada na noite deste domingo, na Arena Fonte Nova, pelo Brasileirão. Jogadores de ambos os times trocaram empurrões ainda no gramado devido a provocações iniciadas por Wesley, do Verdão, e dirigidas para Emanuel Biancucchi, do Bahia.

Nos minutos finais do jogo (vencido pelo Palmeiras pelo placar de 1 a 0), Wesley discutiu fortemente com o zagueiro Lucas Fonseca e o meia Emanuel Biancucchi. Depois do apito final, os jogadores trocaram empurrões até serem separados por demais atletas. No túnel que liga o gramado aos vestiários do estádio, o bate-boca ficou ainda mais intenso.

– Os jogadores estão falando que o Wesley provocou mais uma vez. Mas acabou. Emanuel trombou em Wesley e o palmeirense chutou ele sem bola. Jogadores do nosso time não gostaram e foram pra cima do Wesley – explicou o volante Uelliton, do Bahia, segundos após o fim da discussão.

– O momento não é de briga, é de cabeça fria. Está tudo em paz. Jogadores profissionais não podem brigar assim. Agora vamos em busca de uma vitória fora de casa – completou o atleta do Bahia, fazendo referência ao duelo contra o Goiás, no Serra Dourada, no próximo domingo, pela 33ª rodada do Brasileirão.

De acordo com o Sportv, o árbitro Leandro Vuaden não irá relatar na súmula o confronto.