icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
19:56

O Gre-Nal do próximo domingo, na Arena, será jogado pelo Grêmio como as principais partidas da temporada até o momento. A Libertadores vira uma espécie de exemplo e parâmetro para o jogo com o Internacional, às 16h de domingo, que começa a decidir o Campeonato Gaúcho. O zagueiro Werley pede um time vibrante como o visto na competição continental e os jogadores esqueçam a "diferença" do jogo.

- Acho que se ganha errando pouco. Sendo uma equipe vibrante, como estamos sendo. Temos jogado jogos difícílimos, jogos parecidos com Gre-Nal durante a Libertadores. Claro que o clima do Gre-Nal acaba sendo diferente. Não podemos ficar tão ansiosos, atrapalha um pouco. É fazer cada um a sua função em campo e buscar uma vantagem boa porque estamos jogando em casa - comentou o titular gremista.

Apesar da atmosfera única que o clássico gaúcho tem, ainda mais por decidir a competição, o defensor não quer que os jogadores percam a concentração. Para isso, afira que é necessário que se esqueça um pouco do caráter diferente da partida.

- Todo Gre-Nal que eu joguei é muito disputado. É diferente por causa disso. Vai ser um grande jogo, quem ganha é o torcedor. Esperamos fazer uma boa vitória para o torcedor voltar para casa feliz. Sabemos da responsabildiade do grande jogo, mas tem que jogar como se fosse um jogo qualquer. Claro que não é um jogo qualquer, mas não pode ficar sem dormir por causa desse jogo. Tem que relaxar e concentrar na partida na hora que o juiz apitar, para ajudar sua equipe em casa - completou o zagueiro.

O Grêmio volta a treinar na tarde desta sexta, no Olímpico. O time da final deve ser o mesmo que vem sendo repetido por Enderson Moreira - será o quarto jogo consecutivo com a mesma escalação.