icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
30/06/2014
13:07

Os primeiros trabalhos táticos da intertemporada indicaram a saída de Werley do time do Grêmio para a entrada de Pedro Geromel ao lado de Rhodolfo. O zagueiro concedeu entrevista na manhã desta segunda-feira, no Estádio Olímpico, e foi bastante enigmático sobre sua saída da equipe principal. Disse "saber os motivos" de ter sido sacado e que não precisa provar nada a ninguém.

A defesa gremista foi um dos setores que mais rodou no primeiro semestre. Werley e Rhodolfo eram os considerados titulares, mas ambos sofreram com lesões. O mesmo aconteceu com Geromel e Bressan, variando as duplas que atuaram. Nos primeiros treinos que esboçaram a equipe do retorno ao Brasileiro, Geromel foi fixado ao lado de Rhodolfo.

- Teve os motivos (para a saída), eu sei quais foram, alguns de vocês estavam aqui no dia e ninguém viu, mas é opção dele (Enderson Moreira). Sei o que aconteceu e estou tranquilo, do trabalho que fiz no primeiro semestre, não preciso provar mais nada para ninguém - soltou o zagueiro.

O defensor, apesar de demonstrar mágoa na entrevista, garante que não está chateado com a escolha de Enderson Moreira. Não revelou o motivo que citou na entrevista e apenas colocou a saída como algo normal do futebol, exaltando a qualidade dos outros companheiros de defesa.

- Não estou chateado, de maneira alguma. Estou tranquilo, só acabei o trabalho agora, cansado. Estou tranquilo e trabalhando forte, como todos, para que a gente comece bem o campeonato. É normal no futebol. Mas cada um age de uma maneira que deve agir. É opção, não tem nada a ver. Vou continuar trabalhando e fazendo o meu papel - completou Werley.

O jogador teve seu nome envolvido em possíveis saídas para o futebol do Qatar, algo negado pela diretoria gremista. Além disso, o atleta também pode ser envolvido em alguma negociação com o futebol espanhol.