icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/11/2014
15:15

Amigo de longa data de Fabrício Werdum, Wanderlei Silva usou as redes sociais para divulgar um vídeo em que aparecer treinando com seu compatriota. Além disso, o "Cachorro Louco" fez um depoimento de apoio ao peso pesado e pediu o apoio de todo o Brasil neste sábado, quando o "Vai Cavalo" enfrenta Mark Hunt, pelo cinturão interino da categoria, no UFC 180, na Cidade do México.

Em parte do depoimento, Wand inclusive comentou sobre a lesão de Velasquez. O brasileiro viu com desconfiança a saída do atual campeão do combate e elogiou a decisão da organização de colocar em disputa um cinturão interino dos pesados.

- A gente não pode falar, mas é uma lesão muito oportuna para o Velasquez. Eu, sinceramente, acho que o Werdum estava bem preparado. Não sei, às vezes o Velasquez não estava se sentindo tão bem preparado e resolveu deixar essa luta um pouco mais para frente. Gostei da decisão do evento de criar o cinturão interino. Nada mais justo, tendo em vista que o Werdum já está há dois meses morando no México. Abandonou a família dele e está lá, focado - disse Wand.

Wanderlei Silva convocou a torcida brasileira para estar ao lado de Werdum neste momento importante, principalmente por ser uma chance do Brasil conquistar mais um cinturão no Ultimate.

Werdum treinou com Wanderlei Silva para o UFC 180 (FOTO: Reprodução)

- O Brasil agora está carente de cinturões, só tem o Aldo, que é nosso último guerreiro, nosso Highlander, porque não cai. Então vou pedir para todo o pessoal do Brasil. O cara está há dois meses no México longe da família, nas montanhas, treinando. Ele representa o Brasil. Ele é o Brasil de luvas lá dentro daquele octógono. E pra nós, que queremos um bom show e que ele traga esse cinturão de volta para o Brasil, então nossa obrigação é apoiar - completou.