icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
18:13

Às vésperas de um jogo decisivo, toda motivação extra á válida para um jogador. E se depender do incentivo que virá de duas pessoas em especial das arquibancadas do Maracanã, nesta quinta-feira, diante do Vasco, o atacante Walter tem tudo para fazer um grande partida e fazer os outros tantos tricolores vibrarem. O camisa 18 vibrou com o fato de poder jogar com pais presentes pela primeira vez com a camisa do Fluminense.

- É a primeira vez que meus pais vêm ao Rio de Janeiro e para mim é muito bom tê-los juntos neste momento. Na minha infância, não tive chances de conviver com eles, que vão ao jogo para dar uma força e será muito bom para mim. Meus pais estão gostando muito da cidade, um lugar diferente para eles. Espero que a gente vença para dedicar a vitória a eles -  disse o atacante, ao site oficial do clube, para em seguida agradecer aos companheiros de clube no momento em que tem que se empenhar para ajudar na marcação para atuar ao lado de Fred no ataque.

- Está dando tudo certo. Estou correndo para ajudar e fazendo o possível para colaborar na marcação. Agradeço a força que o Fred e todo o grupo estão me dando. Todos me incentivam para que eu marque. É importante para mim, pois cumpro uma nova função e não estou acostumado.

Apesar dos 24 anos e a passagem por grandes clubes como Internacional, Porto (POR) e Cruzeiro, Walter admite que ainda fica ansioso antes de todos os jogos. Nesta quinta, não vai ser diferente.

- Todos os jogos me dão um frio na barriga. Seja no ônibus, na preleção ou quando chego ao estádio. Até a hora de entrar em campo. A sensação só acaba de vez quando a bola rola - contou, ao site do clube.