icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
10:57

O atacante Walter completou na última quarta-feira, diante do Criciúma, seu quinto jogo consecutivo sem marcar com a camisa do Fluminense. Além dos jogos contra Bahia, Atlético-MG, Internacional pelo Brasileirão, o camisa 18 passou em branco também no amistoso diante da Itália. Apesar do incômodo jejum para um atacante, o jogador foi defendido pelo técnico Cristovão Borges, que substituiu Walter ainda no intervalo do jogo no Heriberto Hülse, por Matheus Carvalho.

- O Walter é atacante, tem de fazer gol e sabe fazer gol. A gente sabe disso. Quando isso não acontece, ele tenta ajudar a equipe pelo posicionamento. Contra o Criciúma foi diferente, o time deles estava muito fechado. Nos outros jogos, a contribuição sempre foi muito grande - afirmou o treinador.

Walter chegou a ser dúvida para o duelo diante do Criciúma após ficar três dias sem treinar e não ter participado jogos-treino feitos pelo Flu no período de preparação. O atacante, no entanto, treinou normalmente na última segunda-feira, participou do coletivo e foi confirmado no time titular. Cristovão negou que o camisa 18 estivesse sem condição de jogo.


Walter ficou sem treinar após cirurgia na boca (Foto: Moyses Ferman/Fotos Flu)

- A atuação dele foi normal, dentro do que esperávamos. A mudança foi para tirar a referência da defesa deles. A necessidade de movimentação era grande. Ele estava muito na marcação. Por isso, a troca pelo Matheus Carvalho no intervalo - explicou.

Com a derrota, o Fluminense caiu para a quarta posição na tabela de classificação do Brasileirão, com 16 pontos. Na sequência da rodada, no entanto, o Tricolor pode ser ultrapassado por mais times. A equipe de Cristovão tenta a recuperação no próximo domingo, diante do Santos, no estádio Raulino de Oliveira, às 18h30, pela 11ª rodada.