icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
01/11/2013
09:48

Assim como Carol Gattaz, a central Walewska também vive nesta semana seu retorno à Seleção após um longo período. Ela não defende o time desde 2008, quando foi ouro nos Jogos de Pequim (CHN). Entretanto, as duas vivem situações opostas: enquanto Carol planeja continuar na equipe, sua companheira prefere não fazer projeções.

– Eu não pensava em voltar, mas foi um o convite do Zé. O pensamento é um dia após o outro. Concordei em voltar para algo mais curto, mas sem dizer não para o próximo ano – disse a jogadora.

Além do pedido do comandante, Walewska revelou que o fato haver um revezamento entre as centrais e voltar a conviver com o grupo foram determinantes para sua volta.

Ela optou por deixar o time nacional em 2008 para ter mais tempo com sua família. Como jogava na Rússia, ela teve dificuldades para conciliar seus compromissos.

– Não estava participando de mais nada da minha família, porque morava fora. Não participava mais dos momentos especiais.