icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
24/02/2015
16:01

Depois dos frequentes casos de doping que vêm atormentando o UFC, a maior organização de MMA do planeta anunciou medidas rígidas para combater o uso de substâncias ilegais no esporte. Em coletiva de imprensa realizada em Las Vegas, na última semana, o evento também declarou que todos os atletas de seu plantel serão testados ao menos três vezes ao ano. Inclusive, a franquia deixou claro que conta com o apoio da CABMMA (Confederação Atlética Brasileira de MMA) na luta contra o doping também no Brasil, além de anunciar que deve contratar uma agência mundial antidoping para apoiá-la. Mas algumas questões devem ser esclarecidas.

Como seriam feitos tais testes no Brasil? Atualmente, o Brasil não conta com um laboratório credenciado pela Wada (Agência Mundial Antidoping). Porém, segundo Eduardo De Rose, membro da Wada, o cenário deve mudar. Segundo ele, o LADETEC (Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico), localizada na UFRJ, está em processo para ser reacreditado pela agência e isso deve ocorrer ainda no primeiro semestre. Independente disso, ele afirma que o fato de não ter um laboratório creditado no país não é impedimento para combater o doping.

- O fato de não existir laboratórios credenciados não é um impedimento para implementar um controle de doping que é feito atualmente por muitas Confederações brasileiras. Ademais, o LADETEC está em processo de ser reacreditado pela Wada, o que provavelmente ocorrerá até o meio do ano - explicou De Rose, em contato por e-mail.

Ao ser perguntado se o UFC já procurou a Wada para tratar de um possível acordo entre a agência e a organização, De Rose não revelou nenhum contato, mas deixou claro que o acordo é possível.

Lombard também foi flagrado com anabolizantes no organismo (FOTO: Getty Images)

- A Wada tem mantido contato com algumas ligas particulares americanas, buscando uma harmonizaçāo do seu Código Mundial Antidoping, e certamente haverá sempre a possibilidade de uma ajuda no sentido de aprimorar o controle antidoping do MMA, no caso de uma solicitaçāo formal. Nāo tenho conhecimento se tal fato já ocorreu - declarou.

Para entender melhor como funciona o processo de coleta, avaliação e resultado de um teste antidoping, De Rose explicou qual é o trabalho a Agência Mundial Antidoping em meio a tantas etapas que envolvem o processo.

- A Wada nāo realiza controles diretamente. Quem o faz são as Confederaçoes, Federações Intermacionais e Agências Nacionais Antidoping. A Wada apenas dita as normas, credencia os laboratórios e audita o processo - concluiu.