icons.title signature.placeholder Leo Burlá
20/06/2014
13:01

Ao contrário do que foi visto nas partidas Alemanha x Portugal e Holanda x Espanha, o número de voluntários que circula nos arredores da Fonte Nova é muito pequeno nesta sexta-feira.

A falta de apoio tem gerado problemas para quem quer entrar no estádio para acompanhar o jogo entre França e Suíça. A partir da Ladeira da Fonte das Pedras, uma das principais vias de acesso ao estádio, só havia um voluntário a mais ou menos um quilômetro dali.

No caminho, um torcedor chileno procurava saber onde ficava o Dique do Tororó, e só conseguiu a indicação após abordar um repórter. O canadense Shafique Kanji disse estar girando em volta do estádio desde 10h, e que não obteve nenhuma informação correta sobre por onde deve entrar.

- Não está fácil encontrar alguém para ajudar. Quando achei, já me mandaram por duas vezes ao portão errado. Fui do Norte ao Sul e sigo sem conseguir uma informação concreta. O fato de ninguém falar inglês também dificulta - disse Kanji.


E não é só o estrangeiro que está encontrando dificuldades. Morador de Salvador, Jorge Ramos também reclamou da falta de apoio. Ao lado do filho, ele tentou decifrar a sua entrada a partir de um dos enormes mapas de sinalização que circundam a Fonte Nova.

- O padrão Fifa de informação é zero, e olha que eu moro aqui - reclamou.

O movimento do lado de fora ainda é pequeno, mas a tendência é que a Fonte Nova receba um grande público para o duelo entre franceses e suíços.