icons.title signature.placeholder Guilherme Amaro
06/02/2015
19:08

A Federação Paulista de Futebol voltou atrás na tarde desta sexta-feira e o clássico entre Palmeiras e Corinthians no próximo domingo não será mais com torcida única. A Justiça deixou a decisão nas mãos da entidade, que tomou a decisão de vetar os corintianos na última quinta-feira. Após o L!Net divulgar a informação, a decisão foi anunciada em nota oficial, após uma reunião entre a diretoria da FPF. A entidade, porém, diz que acata uma ordem judicial. O Timão ameaçou não entrar em campo caso não tivesse seus torcedores no estádio.

O presidente Paulo Nobre, do Palmeiras, deixou claro que é a favor de jogar no Allianz Parque sem corintianos, alegando questões de segurança. O Verdão teria de abrir mão de cerca de 6 mil lugares, diz Nobre. Mario Gobbi, presidente do Corinthians, atacou o palmeirense, dizendo que o Palmeiras perderia 12 mil entradas para isolar o setor de visitantes e, assim, perderia dinheiro.

[[GAL:LANPGL20150206_0004]]

Na última quinta-feira, a Federação Paulista havia decidido que a partida de domingo, que marca o primeiro Dérbi do reformado estádio, teria torcida única. Assim, acatava pedido de Paulo Nobre e recomendação do Ministério Público. O MP chegou a ameçar com medidas na justiça caso a sugestão não fosse abraçada. A repercussão do anúncio foi muito negativa e gerou a reação da diretoria do Corinthians. 

Confira a nota oficial da FPF:

"Por decisão da Meritíssima Juíza da 10ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo foi autorizada a venda de ingressos à torcida visitante, no caso a do Sport Club Corinthians Paulista, para o clássico de domingo, dia 08 de fevereiro de 2015.

Além disso, a decisão retirou o caráter coercitivo definido na recomendação originária do Ministério Público do Estado de São Paulo."