icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
30/04/2014
10:22

Ausente do jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, diante do Cerro Porteño (PAR), Ricardo Goulart volta à equipe nesta quarta-feira, às 22h, com o intuito de manter a boa forma na competição. Em seis jogos disputados pelo meia-atacante, ele marcou quatro gols, tornando-se o artilheiro do time, e distribuiu três assistências, o que lhe dá a condição de melhor garçom do elenco.

Apesar do momento positivo – foram sete participações em 14 gols dos comandados de Marcelo Oliveira no torneio –, o apoiador, de 22 anos, teve um início ruim de temporada.

– Estou tentando fazer o meu melhor, os gols estão saindo, as assistências também, mas o mais importante é o time conseguir os resultados. Nosso forte é o conjunto, e não o individual.

A reação de Goulart coincidiu com a da Raposa. Com aproveitamento abaixo do esperado na fase de grupos da Libertadores, o time teve que se desdobrar para garantir a classificação nas rodadas finais, contra Universidad de Chile e Real Garcilaso (PER).

– O início não foi bom para ninguém. Todos esperavam o Cruzeiro do fim do ano passado, mas em começo de temporada as coisas são mais complicadas. Precisávamos de um tempo, ele veio, e hoje já se vê a diferença. Conseguimos um título e vaga para os mata-matas da Libertadores – concluiu.

O Cruzeiro precisa de um triunfo simples ou de um empate com dois ou mais gols marcados para garantir uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores. O jogo, disputado no Estádio La Olla Azulgrana, será o quarto da Raposa como visitante no torneio. No primeiro duelo das oitavas, a Raposa apenas empatou por 1 a 1 com o elenco comandado por Francisco Arce.