icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
15:42

Problemas à parte no desembarque em São Paulo , Bruno César se disse esperançoso em mostrar mais da sua técnica e habilidade para o torcedor do Palmeiras. Na última quarta, contra o Vilhena-RO, em Rondônia, o meia deu o passe para Leandro marcar o gol da vitória do Verdão na primeira fase da Copa do Brasil - foi a primeira assistência do meia desde que foi contratado, mas o resultado não foi suficiente para eliminar o jogo de volta, dia 10 de abril, no Pacaembu.

- Estou mais confiante. O objetivo era mais ou menos esse, entrar no decorrer da partida e mostrar talento. Nosso time entrou num jogo difícil e em um gramado difícil. Quem entra, tem de corresponder, independentemente de quem seja - declarou no aeroporto internacional de Guarulhos (SP) o camisa 30, que tem cinco partidas pelo Verdão.

A delegação alviverde enfrentou problemas para descer do avião após a aterrissagem. Sem vaga para o piloto estacionar, a comitiva teve de esperar meia hora dentro da aeronave, no pátio.

Mesmo com o cansaço de ter partido de Vilhena (RO) logo pela manhã, com escala em Cuiabá (MT), Bruno César não quer ser poupado do jogo contra a Ponte Preta, no Pacaembu, sábado, pelo Campeonato Paulista. A intenção de Gilson Kleina é preservar alguns atletas, já que o Palmeiras está classificado no primeiro lugar do grupo D.

- Eu preciso jogar, preciso pegar ritmo de jogo. Isso é importante porque estão chegando as finais. O mais importante é conversar e entrar num acordo com a comissão técnica. Vamos ver o que é melhor para mim, mas eu quero jogar.