icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
05/02/2015
19:00

Único time que disputou três finais da Copa Itália masculina de vôlei Série A2, tendo sido campeão em 2002/2003, e vice em 2003/2004 e em 2007/2008, o Tonno Callipo Vibo Valentia tentará chegar mais uma vez a uma decisão do torneio neste sábado (7/2). A equipe do ponteiro Bruno Zanuto enfrentará o Ortona, atual líder do campeonato italiano. Além da chance de colocar o Vibo em mais uma decisão, após sete anos, o brasileiro também poderá garantir um novo feito na carreira: se marcar 14 pontos no jogo atingirá 45 acertos e irá superar os medalhistas olímpicos Murilo, André Nascimento, Rodrigão e Giovane Gavio.

- Fizemos os últimos ajustes essa semana e o foco é total para enfrentarmos o Ortona. A Copa Itália é um dos nossos objetivos na temporada, e vamos entrar com tudo pra trazer esse título para Vibo Valentia. É a minha segunda Copa Itália. Disputei a primeira com o Latina (2006/2007), em minha primeira temporada aqui, e conquistamos a terceira colocação -, afirmou Zanuto. A outra semifinal será disputada entre Corigliano e Picena. A decisão acontecerá no domingo (8/2).

A tarefa do Vibo Valentia, porém, não é das mais fáceis. Nos dois confrontos que já ocorreram na atual temporada do campeonato italiano, o Ortona venceu ambos. O primeiro por 3 sets a 2, e o segundo por 3 a 1. Além disso, o adversário jogará em casa e com o apoio de sua torcida.

De todos os brasileiros que já disputaram a Copa Itália, Joel é o maior pontuador, com 173 pontos em cinco temporadas, seguido por Marcelo Negrão (140) e Gustavo Endres (139). Giovane marcou 44 vezes, Rodrigão, 40; André Nascimento, 38 e Murilo, 37. Em dezembro, Bruno Zanuto ultrapassou a marca dos mil pontos de ataque na Itália, e no mês passado, superou os três mil pontos em campeonatos nacionais.