icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
20:21

Após derrotar o Brasil no tie-break na última quarta-feira, a Rússia tinha todo o favoritismo para vencer o Canadá pela fase final da Liga Mundial de vôlei. Não foi o que aconteceu. Nesta quinta, os canadenses aplicaram um 3 a 2 de virada, com parciais de 20-25, 21-25, 25-23, 25-21 e 15-11, e tornaram a briga mais acirrada no Grupo E.

Para a Seleção de Bernardinho, o resultado foi ruim, já que o Canadá somou dois pontos, mesma quantidade dos brasileiros, mas ficou em vantagem nos critérios de desempate. Com isso, o Brasil dormirá na lanterna da chave. A Rússia, com três pontos, é a líder. Os dois primeiros colocados avançam às semifinais.

Agora, passa a ser obrigação dos brasileiros uma vitória sobre o time da América do Norte nesta sexta, às 16h30, de preferência por 3 a 0 ou 3 a 1. Em caso de triunfo no tie-break, os três times ficarão empatados, e a definição sobre os classificados dependeria do set average e do ponto average.

O jogo

Depois de dois sets tranquilos, os russos relaxaram e sentiram a pressão aumentar. Em pouco tempo, o Canadá já havia se tornado um adversário perigoso. No tie-break, os atuais campeões olímpicos até abriram 8 a 3, mas os canadenses equilibraram as ações, viraram o jogo e não tiveram problemas para fechar a partida.

O maior pontuador foi o ponteiro Perrin, com 20 acertos. Pelo lado russo, o central Muserskiy anotou 19.

Após derrotar o Brasil no tie-break na última quarta-feira, a Rússia tinha todo o favoritismo para vencer o Canadá pela fase final da Liga Mundial de vôlei. Não foi o que aconteceu. Nesta quinta, os canadenses aplicaram um 3 a 2 de virada, com parciais de 20-25, 21-25, 25-23, 25-21 e 15-11, e tornaram a briga mais acirrada no Grupo E.

Para a Seleção de Bernardinho, o resultado foi ruim, já que o Canadá somou dois pontos, mesma quantidade dos brasileiros, mas ficou em vantagem nos critérios de desempate. Com isso, o Brasil dormirá na lanterna da chave. A Rússia, com três pontos, é a líder. Os dois primeiros colocados avançam às semifinais.

Agora, passa a ser obrigação dos brasileiros uma vitória sobre o time da América do Norte nesta sexta, às 16h30, de preferência por 3 a 0 ou 3 a 1. Em caso de triunfo no tie-break, os três times ficarão empatados, e a definição sobre os classificados dependeria do set average e do ponto average.

O jogo

Depois de dois sets tranquilos, os russos relaxaram e sentiram a pressão aumentar. Em pouco tempo, o Canadá já havia se tornado um adversário perigoso. No tie-break, os atuais campeões olímpicos até abriram 8 a 3, mas os canadenses equilibraram as ações, viraram o jogo e não tiveram problemas para fechar a partida.

O maior pontuador foi o ponteiro Perrin, com 20 acertos. Pelo lado russo, o central Muserskiy anotou 19.