icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
27/02/2015
12:00

Com o término da maratona de jogos desta quinta-feira, o Brasil saiu na frente dos EUA no ‘Desafio Melhores do Mundo de Vôlei de Praia’, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. As duplas brasileiras venceram 11 jogos nesta quinta-feira, enquanto os norte-americanos terminaram o dia com cinco vitórias. Os jogos são disputados em set único de 21 pontos e cada triunfo garante um ponto para o país na disputa entre as duas nações.

Os jogos continuam nesta sexta-feira, ainda pela fase classificatória, com entrada franca à torcida e transmissão de todas as partidas no canal SporTV. Também é possível acompanhar os resultados pelo www.melhoresdomundovolei.com.br. As melhores duplas de cada país fazem a final no domingo, enquanto os segundos melhores times de Brasil e EUA disputam a medalha de bronze no sábado.

No feminino, destaque para Maria Clara/Carol (RJ), que venceu as duas partidas disputadas no dia, uma delas contra a tricampeã olímpica Kerri Walsh e a medalhista olímpica April Ross (veja todos os resultados abaixo). Quem também terminou o dia com duas vitórias foi a dupla formada por Talita/Larissa (AL/PA). A capixaba destacou a importância da vitória por 21 a 7 sobre Frendrick e Sweat, já que um dos critérios de desempate entre os times é o saldo de pontos.

- Começamos o jogo num ritmo muito forte, tentando dar o máximo. Sabemos que o jogo de um set é algo incomum e tivemos que entender rápido esse estilo. O vôlei de praia é isso, se adaptar rapidamente ao vento, areia, formato. Pelo sistema e pelo equilíbrio, sabemos que é muito importante fazer uma boa pontuação, vai fazer a diferença lá na frente. Impusemos uma velocidade e deu certo. Estou muito feliz de jogar aqui, o Rio de Janeiro é o berço do vôlei de praia. Estar ao lado da nossa torcida é sempre especial, analisou Larissa.

Além das invictas, Juliana/Maria Elisa (CE/PE) e Ágatha/Bárbara Seixas (PR/RJ) venceram um jogo e perderam outro. Elas seguem com chances de classificação à final, mas dependem de tropeços das outras duplas brasileiras.

No masculino, apenas Pedro Solberg/Evandro (RJ) terminaram o dia com invencibilidade. O segundo triunfo, sobre Patterson e Gibb, contou com uma aula de Evandro no saque. Foram vários pontos seguidos, que ajudaram a definir o duelo.

- Nesse esquema de um set nós temos que entrar com uma postura muito mais agressiva, bem diferente de como funciona em um jogo normal. E na parte da tarde, com a temperatura alta, exige bastante das equipes. As duas vitórias são fruto do nosso trabalho. Estamos pensando nos Jogos Olímpicos, mas não podemos deixar de fazer nosso papel agora, tendo bons resultados aqui, no circuito nacional e em outros torneios, disse Evandro, que comemorou o bom desempenho no saque, comentou o carioca, que completou.

- O fato de eu sacar e permanecer na defesa me dá mais liberdade, melhorou muito meu saque. O Pedro é um grande bloqueador, já recebeu prêmios e era uma arma que não poderíamos desperdiçar. E eu também estou trabalhando para melhorar minha parte na defesa. Com isso posso arriscar mais, despreocupado de ter que correr para a rede, disse Evandro após a segunda vitória do dia.

Álvaro Filho/Vitor Felipe (PB), Bruno Schmidt/Thiago (DF/SC) e Ricardo/Emanuel (BA/PR) conseguiram uma vitória e uma derrota, e seguem na disputa pela vaga na final. Ricardo e Emanuel (BA/PR) protagonizaram uma grande partida entre campeões olímpicos, contra Phil Dalhausser, vencedor do ouro em Pequim, em 2008, e seu parceiro Rosenthal. A vitória por 21 a 17 manteve a dupla no páreo para conquistar o título de ‘Melhor do Mundo’.

VEJA OS RESULTADOS DA QUINTA-FEIRA:


Maria Clara/Carol 21 x 16 Fopma/Ross
Ágatha/Bárbara Seixas 21 x 19 Fendrick/Sweat
Bruno Schmidt 21 x 19 Lucena/Brunner
Vitor Felipe/Álvaro Filho 21 x 16 Hyden/Bourne
Juliana/Maria Elisa 21 x 14 Kessy/Day
Ágatha/Bárbara Seixas 18 x 21 Fopma/Ross
Pedro Solberg/Evandro 21 x 13 Lucena/Brunner
Bruno Schmidt 16 x 21 Hyden/Bourne
Larissa/Talita 21 x 17 Kessy/Day
Maria Clara/Carol 21 x 19 Kerri Walsh/April Ross
Vitor Felipe/Álvaro Filho 11 x 21 Dalhausser/Rosenthal
Ricardo/Emanuel 19 x 21 Patterson/Gibb
Larissa/Talita 21 x 7 Fendrick/Sweat
Juliana/Maria Elisa 13 x 21 Kerri Walsh/April Ross
Pedro Solberg/Evandro 21 x 14 Patterson/Gibb
Ricardo/Emanuel 21 x 17 Dalhausser/Rosenthal

Rivalidade Brasil e Estados Unidos

Das 30 medalhas olímpicas já disputadas no vôlei de praia desde os Jogos de Atlanta 1996, o Brasil conquistou 11 (2 de ouro, 6 de prata e 3 de bronze) e os Estados Unidos 9 (6 de ouro, 2 de prata e 1 de bronze). No Campeonato Mundial, realizado a cada dois anos desde 1997, são 9 títulos para o Brasil e 5 para os Estados Unidos. Já no Circuito Mundial, disputado desde 1989 (masculino) e 1992 (feminino), o Brasil conta com 35 vitórias e os Estados Unidos com 9.

Em 2009, na cidade de Phoenix, nos Estados Unidos, foi realizado o World Challenge USA x Brazil, edição americana do "Melhores do Mundo". Os Estados Unidos foram os campeões, com a vitória decidida no último jogo, quando Dalhausser/ Rogers venceram Alison/Harley por 2x0. Na final feminina, Juliana e Larissa ganharam de Kerri Walsh e Misty May também por 2x0.

No Brasil, entre 2002 e 2008, havia o Desafio dos Reis e Desafio das Rainhas - Brasil x USA, na praia de Ipanema, que levava o vencedor do Rei e Rainha da Praia a jogar com sua parceria contra o Rei e Rainha da Praia americano e seus parceiros. Os países se enfrentaram 12 vezes, sendo que o Brasil venceu 8 destes confrontos.