icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
23:12

Derrotado pela Rússia na primeira partida da fase final da Liga Mundial por 3 sets a 2 (17-25, 25-23, 25-22, 19-25 e 11-15), em Mar del Plata (ARG), o técnico Bernardinho disse que a atuação do Brasil foi abaixo do esperado. Agora, ele volta o foco para o confronto contra o Canadá, na próxima sexta-feira, às 16h30, que será decisivo por uma vaga na semifinal.

O Brasil avança para a próxima fase, que será disputada no sábado, em caso de vitória por 3 a 0 ou 3 a 1.

- Quando a Rússia esteve à frente no placar, pode arriscar mais e levou a melhor. Nós tivemos alguns bons momentos, foi uma partida aberta, jogada. Mas, ainda assim, atuamos abaixo do que podemos e sabemos que ainda há um longo caminho pela frente para essa equipe. O Canadá, embora seja uma equipe de menos tradição, é forte e trabalha muito bem.  Se ganharmos por 3 a 0 ou 3 a 1, estaremos dentro. Se for 3 a 2, pode haver um tríplice empate. É importante que tenhamos determinação. Que essa estreia tenha servido para soltar um pouco mais o time e que todos consigam entrar mais relaxados na próxima partida - analisou Bernardinho.

Maior pontuador da Seleção, ao lado de Wallace e Lucarelli, com 13 pontos, o central Lucão admitiu que a equipe entrou nervosa para o jogo contra os russos.

- Começamos um pouco nervosos no primeiro set. No segundo e no terceiro conseguimos equilibrar o jogo. No quarto, eles foram bem no saque e abriram muito no placar, o que deixou o jogo difícil para o nosso lado. E tie break é imprevisível. Eles começaram melhor. Depois, até conseguimos encostar no placar, mas não deu. Agora é paciência. Temos que focar no Canadá para buscar a classificação - afirmou Lucão.

Derrotado pela Rússia na primeira partida da fase final da Liga Mundial por 3 sets a 2 (17-25, 25-23, 25-22, 19-25 e 11-15), em Mar del Plata (ARG), o técnico Bernardinho disse que a atuação do Brasil foi abaixo do esperado. Agora, ele volta o foco para o confronto contra o Canadá, na próxima sexta-feira, às 16h30, que será decisivo por uma vaga na semifinal.

O Brasil avança para a próxima fase, que será disputada no sábado, em caso de vitória por 3 a 0 ou 3 a 1.

- Quando a Rússia esteve à frente no placar, pode arriscar mais e levou a melhor. Nós tivemos alguns bons momentos, foi uma partida aberta, jogada. Mas, ainda assim, atuamos abaixo do que podemos e sabemos que ainda há um longo caminho pela frente para essa equipe. O Canadá, embora seja uma equipe de menos tradição, é forte e trabalha muito bem.  Se ganharmos por 3 a 0 ou 3 a 1, estaremos dentro. Se for 3 a 2, pode haver um tríplice empate. É importante que tenhamos determinação. Que essa estreia tenha servido para soltar um pouco mais o time e que todos consigam entrar mais relaxados na próxima partida - analisou Bernardinho.

Maior pontuador da Seleção, ao lado de Wallace e Lucarelli, com 13 pontos, o central Lucão admitiu que a equipe entrou nervosa para o jogo contra os russos.

- Começamos um pouco nervosos no primeiro set. No segundo e no terceiro conseguimos equilibrar o jogo. No quarto, eles foram bem no saque e abriram muito no placar, o que deixou o jogo difícil para o nosso lado. E tie break é imprevisível. Eles começaram melhor. Depois, até conseguimos encostar no placar, mas não deu. Agora é paciência. Temos que focar no Canadá para buscar a classificação - afirmou Lucão.