icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/03/2014
01:33

Se o Vôlei Amil conseguirá quebrar a hegemonia de Molico/Osasco e Unilever na final da Superliga Feminina, só o tempo dirá. Mas o domínio da primeira fase do torneio ao menos já foi abalado pelo time de Campinas. Nesta sexta-feira, as comandadas de José Roberto Guimarães venceram o Brasília por 3 sets a 1, parciais de 22-20, 21-14, 15-21 e 21-14, no Sesi Taguatinga, e garantiram a vice-liderança da etapa classificatória.

Nas últimas nove edições do torneio, o time de Osasco e a equipe do Rio de Janeiro encerraram esta fase nas duas primeiras colocações. Desta vez, a Unilever fez campanha pior e terminou em terceiro. Concorrente ao título, o Vôlei Amil vai encarar nas quartas de final o São Cristóvão Saúde/São Caetano, que se classificou em sétimo.

Apesar do triunfo, a partida terminou com um fato preocupante. A ponteira Tandara, maior pontuadora da Superliga, teve de deixar a quadra no terceiro set por causa de uma entorse no tornozelo. Ela passará por exames que detectarão a gravidade da lesão. A atleta pode ter que desfalcar o elenco na próxima fase.

– Foi importante para carimbar a vice-liderança. Começamos bem, demos bobeira no primeiro set, mas conseguimos a vitória, que foi importante. Elas foram melhor no terceiro set, mas depois, no quarto, retomamos a concentração para fechar a partida – disse a ponteira Natália, eleita a melhor em quadra.

Confira como ficaram os confrontos das quartas de final:

Molico/Nestlé (1º) x Brasília Vôlei (8º),

Vôlei Amil (2º) x São Cristóvão/São Caetano (7º)

Unilever (3º) x Pinheiros (6º)

Sesi-SP (4º) x Banana Boat/Praia Clube (5º)