icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/11/2014
09:02

O desejo pela permanência de Paolo Guerrero no Corinthians já não é mais exclusiva do torcedor alvinegro. Não à toa, jogadores do Timão já fazem discursos públicos sobre a renovação contratual do atacante com o clube. Nesta quarta-feira, o capitão corintiano Ralf salientou a importância do camisa 9 para a equipe do Parque São Jorge.

– É de suma importância a renovação do Guerrero. A diretoria não está medindo esforços para renovar porque sabe que será um jogador que vai nos ajudar bastante, é nosso matador – afirmou o volante do Timão em entrevista concedida no CT Joaquim Grava.

Com vínculo válido até julho de 2015, Guerrero estaria liberado para assinar pré-contrato com outra equipe a partir de janeiro. Ciente disso, a diretoria do Corinthians já se movimenta para estender o vínculo do jogador até 2016. Atualmente, o peruano é o principal goleador do time no Brasileirão (dez gols) e vice-artilheiro da equipe na temporada (14 gols).

Ralf não foi o primeiro atleta do Timão a "cobrar" a diretoria pela resolução da negociação com Guerrero. Na semana passada, no dia 4 de novembro, o volante Bruno Henrique afirmou que, no que depender do peruano, a renovação está garantida. O LANCE!Net publicou reportagem, no entanto, esclarecendo que a crise financeira do clube é hoje um entrave para a extensão do vínculo.

– Essas questões contratuais são mais reservadas do atleta e seus agentes. Pelo que a gente conhece do Guerrero, sei que a vontade dele é ficar aqui. Vontade dele é jogar aqui, não sei como andam as negociações, mas a vontade dele é ficar com certeza – disse o camisa 25 também no CT do Corinthians.

Após anotar o gol da vitória do Corinthians sobre o Santos no último domingo, Guerrero voltará a desfalcar a equipe alvinegra. Convocado para amistosos da seleção peruana diante do Paraguai, o camisa 9 não enfrenta o Bahia neste domingo, às 17h, em Salvador (BA), pelo Brasileirão.

Antes de entrar em campo diante do Peixe, Guerrero amargou suspensão de três partidas consecutivas (uma por terceiro cartão amarelo, outras duas por punição do STJD). A tendência é o jogador conseguir liberação do segundo amistoso com a Federação Peruana e retornar ao Corinthians para o duelo contra o Goiás, no dia 19, em Belém (PA), pelo Brasileirão.

(FOTO: MIGUEL SCHINCARIOL / LANCE!PRESS)