icons.title signature.placeholder Marcio Porto
22/06/2014
08:02

Atuar no Maracanã é o sonho de dez entre nove atletas, certo? Agora imagine poder contar aos netos que o estádio mais famoso do mundo foi o palco de seu jogo de número cem pela seleção e ainda numa Copa do Mundo?! Sergei Ignashevich poderá fazer isso a partir deste domingo, quando a Rússia entrar em campo para enfrentar a Bélgica, pelo Grupo H do Mundial. A partida será às 13h.

Zagueiro de 34 anos, Ignashevich é o atleta com mais atuações pela seleção, dos 23 comandados pelo italiano Fabio Capello. Um líder. E só chegou a tal marca também por conta de um fator: a disciplina.

Ignashevic nunca foi expulso defendendo a pátria nos 99 jogos que disputou. Na estreia contra a Coreia do Sul, o russo cometeu apenas uma falta. A participação na partida permitiu que a marca fosse atingida no Maraca. Não haveria local melhor, fala aí, Sergei!

– Quando éramos crianças, sequer sonhávamos em jogar neste estádio. Ele é famoso no mundo inteiro. Será um momento especial para a carreira de todos nós – afirmou o zagueiro, em entrevista concedida ao site oficial da Fifa.

Para a festa ficar a completa, os russos esperam uma vitória hoje, que encaminharia a classificação para as oitavas de final. A tarefa, no entanto, não é das mais fáceis.

Ignashevich e cia. vão precisar parar a talentosa geração belga, sensação das eliminatórias europeias. Na estreia, a Bélgica venceu a Argélia por 2 a 1 e lidera o grupo. Já a Rússia empatou com a Coreia: 1 a 1.

Torneio que, aliás, Ignashevich não deve disputar, afinal estará com 38 anos. Mas quem sabe? Todos vão querer estar na Copa da vodka. E se não der, o zagueiro já realizou o sonho. Estar na Copa sempre foi isso.

– Quando era criança, costumava ver futebol e assistir à Copa do Mundo com meus amigos. Logo depois, íamos para o quintal tentar repetir o que havíamos visto – afirmou.