icons.title signature.placeholder Diogo Sautchuk e Russel Dias
10/07/2014
08:00

Correndo por fora. É assim que Rildo está se recuperando, após desfalcar o Santos com duas lesões, desde a final do Campeonato Paulista, em abril. A maior característica do atacante é a velocidade, e com essa “arma” ele vem mostrando ao técnico Oswaldo de Oliveira, que pode ser titular no ataque do Peixe.

Contra o AD Guarujá, em um jogo-treino, no último sábado, ele marcou um gol como titular, e assim fez novamente na atividade da última quarta-feira, pela manhã, no CT Rei Pelé.

Antes de ter sua ascensão interrompida por uma entorse no tornozelo direito, Thiago Ribeiro, o titular da vaga disputada, vinha sendo criticado pela torcida. Mas a sorte não estava a favor de Rildo, e o afastou por dois meses dos gramados. Em seu retorno, o discurso do atleta era positivo, já pensando no reinício do Campeonato Brasileiro.

– Já estou muito feliz pelo fato de voltar a treinar e agora o que mais quero é estar bem para ajudar a equipe diante do Palmeiras, na volta do Brasileirão – disse na época.

Porém, no primeiro treino da sua volta, foi a vez da coxa esquerda levar o atacante novamente para o Departamento Médico alvinegro.

Agora, finalmente recuperado e podendo contar com a "sorte", seu discurso permanece o mesmo. A diferença é que seu concorrente direto é quem está em recuperação.

Na manhã desta terça-feira, Thiago Ribeiro trabalhou no campo 2 do CT Rei Pelé, com o grupo de jogadores que não participaram do coletivo. Sua liberação clínica, depois de um estiramento no joelho esquerdo, aconteceu apenas há três dias, o que dificulta sua volta para o clássico contra o Alviverde, no próximo dia 17 de julho, quinta-feira, na Vila Belmiro.