icons.title signature.placeholder Felipe Mendes
21/03/2014
09:03

Atual campeão da Liga Uruguaia Masculina de Basquete, o Aguada é uma equipe que vem despontando desde o ano passado no cenário das Américas. Adversário do Flamengo nesta sexta-feira no Final Four da Liga das Américas, às 21h15 (de Brasília), no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, o time vive um momento mágico segundo seu presidente, Flavio Perchmann, no cargo há dois anos.

- Estamos vivendo um sonho. Nunca pensamos que poderíamos chegar onde estamos. Somos a única equipe da América que disputou o Final Four da Liga Sul-Americana e da Liga das Américas na mesma temporada - afirmou o dirigente.

Fundado no dia 28 de fevereiro de 1922, o Club Atlético Aguada é um clube que compete de forma profissional exclusivamente no basquete. Sua sede fica localizada no bairro La Aguada, na capital Montevidéu. O time é conhecido por ter uma torcida fanática e que acompanha a delegação em competições pelo mundo. No Maracanãzinho, um bom número de torcedores é esperado pelos jogadores.

O Aguada começou a chamar a atenção no ano passado. Na disputa da Liga Sul-Americana, a equipe iniciou a competição com uma expectativa modesta. Mas, depois que obteve a classificação fora de casa na primeira fase, cresceu de nível na segunda fase, com partidas em Montevidéu. O bom desempenho levou o time uruguaio para o Final Four, també mem casa.

- No primeiro jogo, fizemos uma partida incrível contra o Bauru. Creio que está no top 5 do ano. Chegamos a ter uma desvantagem de 17 pontos, mas reagimos e passamos na frente faltando 50 segundos para o fim da partida. Na final, enfrentamos o Brasília, tivemos outra grande desvantagem, nos recuperamos, mas não conseguimos virar e ficamos com o vice-campeonato - contou Perchman.

Na Liga das Américas, a equipe voltou a iniciar a disputa com uma expectativa moderada. Mas a sequência de bons jogos fez o Aguada disputar mais um Final Four. Para o confronto contra o Flamengo, o presidente uruguaio reconhece a dificuldade do adversário, mas acredita que sua equipe pode vencer. Principalmente pela presença de Leandro García Morales, não só o cestinha desta edição como também o maior pontuador da história da Liga das Américas.

Time mexicano foi vice em 2008-2009

Na outra semifinal do Final Four, o Halcones de Xalapa enfrenta o Pinheiros, atual campeão, às 19h. O time mexicano foi vice-campeão da Liga das Américas na edição 2008-2009. Na ocasião, quem ficou com o título foi outro time brasileiro: o Brasília.

O Halcones é uma equipe da Universidad Veracruzana Campus Xalapa. Criado em 2003 por iniciativa de Víctor Arredondo Álvarez, reitor da universidade, e um grupo de empresários locais, a equipe cresceu muito nos últimos anos. Seu elenco atual conta com cinco jogadores da seleção mexicana (Orlando Mendez, Noé Alonso, Lorenzo Mata, Jovan Harris e Pedro Meza), além do técnico Sergio Valdeolmillos. Eles levaram o México à conquista do título inédito da Copa América, no ano passado.