icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
12/12/2013
15:16

Brasil e Dinamarca duelam nesta sexta-feira pelo Mundial Feminino de Handebol, na partida que definirá a liderança do Grupo B do torneio disputado na Sérvia. Uma vitória e as brasileiras credenciam a passar com a melhor vaga para as oitavas de final. De acordo com Duda Amorim, a Seleção precisa usar de todos os artifícios para conseguir o triunfo.

A armadora crê que a defesa brasileira será chave no encontro. Caso consiga manter a pressão, o time verde e amarelo "irritará" as dinamarquesas. Desta forma, as jogadoras têm grande chance de conseguir um resultado positivo.

- Eu acho que temos de fechar a conexão que elas têm com a pivô. A Karol nos disse que elas se entendem bem e ficam nervosas se as coisas não dão tão certo. Então, temos de fechar os passes delas para a pivô. Mas quero deixá-las bravas e desequilibrá-las. Se tem um ponto fraco, é que elas são inexperientes - disse Duda.

Karol Souza é a única brasileira que atua na Dinamarca. Ela integra o elenco do Tvis Holstebro, uma das principais equipes do país e base da seleção local.

Brasil e Dinamarca entram na quadra da Arena Hala Cair, em Nis (SER), às 17h15 (de Brasília).