icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/06/2014
14:54

Colômbia e Costa do Marfim fizeram justiça ao protagonismo dado a ambas as seleções no Grupo C da Copa do Mundo. O duelo na tarde desta quinta-feira, vencido por 2 a 1 pelos colombianos, foi pautado pela aplicação tática, além de lindas jogadas individuais no gramado do Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Com o triunfo garantido pelos gols de James Rodríguez e Quintero, o time de José Pékerman, com seis pontos, só necessita de um empate com o Japão para se garantir nas oitavas de final. Porém, caso a seleção japonesa empate com a Grécia, na partida que tem início às 19h, ainda nesta quinta, os cafeteros garantem a sua vaga de maneira antecipada.

Já os marfinenses, que balançaram a rede com um belo gol de Gervinho, estão com três pontos e precisam vencer os gregos na última rodada, caso queiram avançar na competição.

VANTAGEM SÓ NA TORCIDA

Com a maioria da torcida na arquibancada, a Colômbia começou como manda o roteiro de um time mandante: dominando o jogo. Orquestrados por James Rodriguez, os colombianos tinham mais a posse de bola nos primeiros 25 minutos. Poucos chances de gol, entretanto, foram criadas.

A melhor oportunidade para abrir o placar aconteceu, curiosamente, em um contra-ataque colombiano. Após ótima triangulação pelo lado direito, Cuadrado cruzou a bola. A defesa africana, entretanto, afastou o perigo.

Com uma postura mais defensiva, a Costa do Marfim foi se soltando aos poucos. A primeira chance dos africanos, inclusive, surgiu após um vacilo do goleiro adversário. Ospina tentou sair jogando com as mãos, mas entregou a bola nos pés de Aurier. O marfinense dominou e, já dentro da área, deu uma linda pedalada para tirar o marcador. O chute acabou saindo com muita força, mas Ospina conseguiu se redimir, praticando bela defesa.

SUPERIORIDADE COLOMBIANA NO CAMPO

A segunda etapa começou um tanto quanto devagar. O jogo voltou a esquentar somente aos 13 minutos, quando Cuadrado voltou a protagonizar um lance de perigo. Após ótimo passe de James Rodríguez, o ponta dominou a bola na área. Sem ângulo, Cuadrado arranjou um lindo drible para, na sequência, mandar uma bomba. Com muito reflexo, Barry conseguiu espalmar, fazendo com que a bola explodisse na trave.

Assustado, o técnico da equipe africana, Sabri Lamouchi, resolveu colocar Didier Droga em campo, aos 14. A substituição, porém, não surtiu o efeito desejado. Pelo contrário. No minuto seguinte, Cuadrado cobrou escanteio para James Rodríguez, de cabeça, abrir o placar: 1 a 0 para a Colômbia.

Em busca da reação, a Costa do Marfim se lançou ao ataque. A confiança marfinense, entretanto, não demorou muito tempo para ser quebrada. Aos 24 minutos, Serey Die errou em uma saída de bola. Após a roubada de bola de Aguilar, Teófilo Gutierrez rolou para Quintero apenas tirar do goleiro: 2 a 0.

Coma vitória encaminhada, a Colômbia começou a tocar a bola sem pressa. Os africanos, por outro lado, viram as suas esperanças serem renovadas aos 33 minutos. Em linda jogada individual, Gervinho driblou três marcadores, entrou na área e mandou uma bomba para diminuir o placar.

Apesar do ímpeto ofensivo da equipe marfinense na reta final, o placar não sofreu mais alterações. A vitória colombiana, com isso, foi concretizada depos do apito do inglês Howard Webb, aos 49 minutos do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA

COLÔMBIA 2 X 1 COSTA DO MARFIM

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data/Horário: 19/6/2014, às 13h (Horário de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Assistentes: Michael Mullarkey (ING) e Darren Cann (ING)
Público: 68.748 pagantes
Cartão amarelo: Zokora (CDM)
Cartão vermelho: -

GOL: James Rodríguez, aos 18'/2ºT (1-0); Quintero, aos 24'/2ºT (2-0); Gervinho, aos 27'/2ºT (2-1)

COLÔMBIA: Ospina, Zuñiga, Zapata, Yepes e Armero (Arias, aos 25'/2ºT); Sanchez, Aguilar (Mejia, aos 33'/2ºT), Rodriguez e Cuadrado; Ibarbo (Quintero, aos 7'/2ºT) e Gutierrez. Técnico: José Pekerman

COSTA DO MARFIM: Barry, Aurier, Zokora, Bamba e Boka; Serey (Bolly, aos 27'/2ºT), Tioté e Yaya Touré; Gervinho, Gradel (Kalou, aos 22'/2T) e Bony (Drogba, aos 14'/2ºT). Técnico: Sabri Lamouchi.