icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2014
07:49

Na sexta-feira, véspera do clássico contra o Botafogo, o técnico Cristovão Borges disse que a única forma de o Fluminense conseguir a vaga no G4 era emplacando uma sequência de vitórias. Por sua vez, o atacante Fred não só concordou com o comandante, como também acrescentou que se o jogo do último sábado não era propriamente uma decisão, seria determinante para o destino do time no Campeonato Brasileiro. Agora, com a vitória obtida por 1 a 0, a expectativa é a melhor possível. Confiante, o grupo está pronto para voltar a embalar.

– Caso tivéssemos perdido para o Botafogo, não iríamos desistir. Não é isso, mas ficaríamos bastante abalados. É algo natural até quando se perde um clássico destes. A derrota para o Coritiba já tinha nos tirado do G4. Esta vitória nos revigorou. Temos que trabalhar jogo a jogo. Precisamos continuar fortes em busca desta sequência de vitórias. É hora do sprint final – disse Cristovão Borges.

A tabela de jogos permite ao torcedor tricolor ser otimista. Depois de enfrentar um período difícil com Goiás e Coritiba fora, além do próprio clássico com o Botafogo, agora o time tem pela frente a Chapecoense, quinta-feira, no Maracanã e no domingo, o Sport, na Ilha do Retiro. Se o primeiro desafio é diante de uma equipe que ainda luta contra o rebaixamento, o segundo confronto, embora seja fora de casa, é diante de um time que não tem mais muitas pretensões na competição. Hora, portanto, de conquistar duas vitórias para chegar forte nas decisivas partidas com Corinthians e Cruzeiro, que fecharão o Brasileirão:

– Tenho certeza de que a vaga no G4 será decidida só na última partida, em Minas Gerais, contra o Cruzeiro. Temos de continuar lutando. É fundamental vencer os próximos jogos para tentar ter algum conforto na hora da decisão. O segredo é errar o mínimo possível para conseguir esta vaga – disse Fred.

Fator que pode dificultar o Fluminense é que em razão dos elevado número de empates acumulados, o time de Cristovão tem uma vitória a menos do que os principais concorrentes. É o primeiro critério de desempate. Por isso, é fundamental só pensar em vencer.