icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/04/2014
18:06

Jogando em Pituaçu, diante da sua torcida, o Vitória abriu dois gols de vantagem sobre o Atlético-PR, mas cedeu o empate e ficou no 2 a 2 com o Furacão na tarde deste domingo, em duelo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, já são cinco jogos sem vitórias na temporada para os baianos, o que aumenta a pressão sobre o técnico Ney Franco.

O Vitória chegou aos 2 a 0 no primeiro tempo com gols de Dinei e José Welison. Já na etapa final, o Furacão, melhor campo, buscou a igualdade com Mosquito e Marcelo para seguir invicto neste Brasileirão - agora soma quatro pontos. O time baiano, que acumula fracassos em Copa do Nordeste, Campeonato Baiano e Copa do Brasil, alcançou o seu primeiro.

As equipes voltam a campo no próximo sábado, dia 3, pela terceira rodada do Brasileirão. O time paranaense vai receber o Cruzeiro, às 18h30, em local ainda não definido. Já o Vitória vai ao Rio de Janeiro encarar o líder Fluminense, às 21h.

PRIMEIRO TEMPO É DO VITÓRIA

A partida começou com o Vitória buscando muito mais o ataque do que o Atlético-PR, explorando a velocidade do estreante Caio e também de Vinicius e a fragilidade da defesa atleticana. Na primeira chance do time da casa, o atacante Dinei ganhou a dividida com Dráusio e rolou para Cáceres que finalizou para fora.

O Atlético forçava muito as bolas aéreas, mas a zaga do Vitória, bem postada, não deixou o goleiro Wilson ter trabalho. Na sequência do jogo, o time baiano atacava com velocidade e o Furacão só conseguia tocar a bola na defesa. Caio apertou a zaga adversária, roubou a bola de Cléberson e rolou para Dinei, que não teve dificuldades para abir o placar a favor dos mandantes.

Após sofrer o gol, os paranaenses tentaram ficar mais com a bola, mas o meio campo não participava do jogo e a zaga abusava dos chutões. Em um momento raro, os dois atletas mais lúcidos do Atlético aparaceram. Marcelo lançou Éderson, que recebeu sozinho na esquerda e, de dentro da área, finalizou para grande defesa de Wilson. O Vitória dominava o jogo, com José Welison, Caio e Vinicius aparecendo bem no ataque. Aos 36, José Welison pegou a sobra da defesa e fez um golaço. De primeira, jogou no canto direito do goleiro Santos, que não teve o que fazer.

ATLÉTICO BUSCA UM MERECIDO EMPATE

Logo no início do segundo tempo, a dupla de ataque do Furacão voltou a aparacer. Dessa vez Éderson lançou para Marcelo, que driblou o goleiro e finalizou. Luiz Gustavo apareceu em cima da linha para salvar o que seria o gol do Atlético. O Furacão passou a ter o domínio do jogo, mas não tinha tranquilidade para superar o goleiro Wilson. Aos 15, Marcelo conseguiu se livrar da marcação mais uma vez e finzalizou por cima da meta. O Vitória aceitava a pressão do time paranaense e apostava nos contra astaques.

Melhor em campo, o Atlético iniciou a reação com um gol de Mosquito - que entrou no lugar de Éderson -, em cruzamento da esquerda, se antecipando à zaga e cabeceando sem chances para o goleiro Wilson. A pressão continuou até que, em uma sequência de finalizações, Marcelo conseguiu vencer o goleiro e empatou o jogo, já aos 37 minutos do segundo tempo. Até o apito final, o jogo seguiu sem grandes chances para nenhum dos lados.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 2  ATLÉTICO PR

Local: Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 27/4/2014 - 16h
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (FIFA-AL)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Renda/Público: Não divulgados.
Cartões amarelos: Dão (VIT); Dráusio (CAP)
Cartões vermelhos: Não houve.

GOLS: Dinei, 12'/1ºT (1-0); José Welison 36'/1ºT (2-0); Mosquito, 32'/2ºT (2-1) e Marcelo, 37'/2ºT (2-2)

VITÓRIA: Wilson; Nino Paraíba, Luiz Gustavo, Dão e Euller (Danilo Tarracha, 16/2º); Marcelo, Cáceres e José Welison; Caio (Mauri, 26/2ºT), Vinicius (William Henrique, 12/2ºT) e Dinei. Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-PR: Santos; Sueliton, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo (Felipe, Intervalo), Paulinho Dias e Marcos Guilherme (Douglas Coutinho, 23'/2ºT); Marcelo e Ederson (Mosquito, 28'/2ºT). Técnico: Miguel Ángel Portugal.