icons.title signature.placeholder Walace Borges
icons.title signature.placeholder Walace Borges
09/07/2013
07:02

A imagem de Seedorf vestido com a camisa do Fluminense após o clássico não agradou ao patrocinador master do Botafogo, a Viton 44, dona da marca Guaraviton. Em conversa com a reportagem do LANCE!Net, o diretor comercial da empresa, Neville Proa, disse que ficou muito surpreso com a atitude do holandês, já tendo até entrado em contato com o clube para expor a gravidade da situação.

– Preocupo-me em ver os jogos do Botafogo, ainda mais o de domingo. Vi o que aconteceu e até liguei para o Botafogo. Falei o que penso. Isso é inaceitável, configurou-se numa falta grave. Mas, verdade seja dita, partiu dele, não do clube. Deu para ver os assessores correndo com a camisa, mas ele não quis. Porém, isso é algo que mexe com a gente, investimos dinheiro em marketing para a marca aparecer – disse Neville Proa.

E MAIS
> Com gol contra o Flu, Seedorf quebra tabu em clássicos cariocas
> Flu sofreu terceira derrota com gol nos minutos finais no Brasileirão
> Ex-meia Valdo está entre os indicados para treinar a seleção do Mali
> Luis Guilherme se destaca nos treinos do Botafogo e recebe elogios

A atitude de Seedorf ocorreu após ele ter trocado de camisa com Deco, amigo pessoal desde a época em que jogava na Europa. Porém, mesmo com a troca, Neville Proa afirma que era de extrema importância para a Viton 44 que a camisa do Glorioso tivesse sido usada, quando ocorrem as entrevistas.

– Como disse, jamais poderia ter acontecido, mas liguei para que isso não volte a aparecer. Era um clássico, um jogo importante em Pernambuco. Era o momento ideal para que a regra, que normalmente é usada no Botafogo e isso eu costumo elogiar, fosse mantida – afirmou Neville, que fez questão de lembrar que o episódio foi isolado e que acredita que o trabalho do clube está de acordo com o que a empresa pensa:

– Antes de qualquer irritação que a empresa tenha sentido, é importante dizer que o Botafogo normalmente toma muita preocupação com isso. Acho que é a primeira vez que vejo isso acontecer e tenho certeza que tudo continuará sendo respeitado por eles.

Bolívar comenta a polêmica envolvendo Seedorf

A imagem de Seedorf vestido com a camisa do Fluminense após o clássico não agradou ao patrocinador master do Botafogo, a Viton 44, dona da marca Guaraviton. Em conversa com a reportagem do LANCE!Net, o diretor comercial da empresa, Neville Proa, disse que ficou muito surpreso com a atitude do holandês, já tendo até entrado em contato com o clube para expor a gravidade da situação.

– Preocupo-me em ver os jogos do Botafogo, ainda mais o de domingo. Vi o que aconteceu e até liguei para o Botafogo. Falei o que penso. Isso é inaceitável, configurou-se numa falta grave. Mas, verdade seja dita, partiu dele, não do clube. Deu para ver os assessores correndo com a camisa, mas ele não quis. Porém, isso é algo que mexe com a gente, investimos dinheiro em marketing para a marca aparecer – disse Neville Proa.

E MAIS
> Com gol contra o Flu, Seedorf quebra tabu em clássicos cariocas
> Flu sofreu terceira derrota com gol nos minutos finais no Brasileirão
> Ex-meia Valdo está entre os indicados para treinar a seleção do Mali
> Luis Guilherme se destaca nos treinos do Botafogo e recebe elogios

A atitude de Seedorf ocorreu após ele ter trocado de camisa com Deco, amigo pessoal desde a época em que jogava na Europa. Porém, mesmo com a troca, Neville Proa afirma que era de extrema importância para a Viton 44 que a camisa do Glorioso tivesse sido usada, quando ocorrem as entrevistas.

– Como disse, jamais poderia ter acontecido, mas liguei para que isso não volte a aparecer. Era um clássico, um jogo importante em Pernambuco. Era o momento ideal para que a regra, que normalmente é usada no Botafogo e isso eu costumo elogiar, fosse mantida – afirmou Neville, que fez questão de lembrar que o episódio foi isolado e que acredita que o trabalho do clube está de acordo com o que a empresa pensa:

– Antes de qualquer irritação que a empresa tenha sentido, é importante dizer que o Botafogo normalmente toma muita preocupação com isso. Acho que é a primeira vez que vejo isso acontecer e tenho certeza que tudo continuará sendo respeitado por eles.

Bolívar comenta a polêmica envolvendo Seedorf