icons.title signature.placeholder Fábio Suzuki
24/06/2014
09:30

Entre as 20 marcas que são parceiras da Fifa, a maioria é bem conhecida pelos torcedores do país. Entretanto, no meio das logomarcas de refrigerante, cartão de crédito, fabricante de eletroeletrônicos e companhia aérea, também se encontra anúncios de lentes de contato, pneus e de energia solar. E é bem provável que nomes como Acuvue, Moy Park, Continental e Yingli estão sendo apresentadas pela primeira vez aos brasileiros neste Mundial.

Esse é um dos motivos que levam essas empresas a investirem milhões para aliar suas marcas à Copa, sendo que três delas têm destinado suas verbas de marketing para se tornar mais conhecidas em novos mercados, no caso, o Brasil.

A Liberty Seguros, por exemplo, atua no país desde 1996 quando adquiriu a companhia paulista, e fechou parceria com a Fifa para expor sua marca durante a Copa 2014. Nesses três anos, a companhia investiu R$ 78 milhões em ações voltadas ao Mundial, sendo R$ 35 milhões este ano.

– Precisávamos ficar mais conhecidos no Brasil para competir com as outras empresas – diz Adriana Gomes, diretora de marketing da Liberty, que contratou capitão do penta Cafu como garoto-propaganda da marca.

Desde 2012, quando as ações para a Copa foram lançadas, a Liberty triplicou o reconhecimento da marca no país e hoje está entre as cinco seguradoras mais lembradas pelo consumidor.

O Mundial tem sido a plataforma de marketing da Yingli Solar, primeira empresa chinesa a patrocinar uma Copa do Mundo.

- Queremos aumentar a visibilidade das questões de sustentabilidade por meio de nosso patrocínio e é por isso que Yingli tornou-se o primeiro patrocinador neutro de carbono na história da Copa – comenta Judy Lee, vice-presidente global de marketing da Yingli.

Entre as iniciativas realizadas na Copa está a instalação de painéis de energia solar no estádio do Maracanã e na Arena Pernambuco.

Apesar de estar no país há 16 anos, a fabricante alemã de pneus Continental tem colhido bom resultados com suas ações voltadas para o Mundial. Parceira da Fifa desde a Copa de 2006, na Alemanha, a companhia aponta um aumento de dez pontos percentuais no reconhecimento de sua marca pelos consumidores a cada edição do evento.

– Realizar ações através de nossas revendas foi uma forma de atingir o consumidor final e os resultados têm aparecido – diz Carolina Wagner, gerente de marketing da Continental Pneus para a região do Mercosul, ao citar que a empresa mantém 620 pontos de venda no Brasil.

Desde que iniciou as ações voltadas para a Copa em sua página no Facebook, o número de seguidores da empresa na rede social passou de 80 mil para 495 mil.