icons.title signature.placeholder Guilherme Palenzuela
icons.title signature.placeholder Guilherme Palenzuela
21/07/2013
19:13

O churrasco na sede social do São Paulo com presença de membros da torcida organizada Tricolor Independente acabou em briga na tarde deste domingo. Aliados do presidente Juvenal Juvêncio assistiam a um vídeo ironizando o pré-candidato de oposição Marco Aurélio Cunha quando os oposicionistas se irritaram e a dicussão começou (confira as imagens abaixo - reprodução da TV Bandeirantes).

Os membros da Tricolor Independente que estavam no clube ficaram ao lado dos aliados de Juvenal Juvêncio, e participaram da troca de ofensas e agressões, que contou com violência física e teve de ser apartada por seguranças do São Paulo.

O vídeo que motivou a discussão mostra o ex-superintendente e pré-candidato Marco Aurélio Cunha cantando o hino do Santos, rival do São Paulo. Médico, ele trabalhou na Vila Belmiro no fim dos anos 1990, antes de retornar ao São Paulo. Marco Aurélio está viajando, fora do Brasil, e não esteve presente no clube neste domingo. Alguns de seus aliados vestiam camisas com seu nome, para a campanha visando às eleições de abril de 2014.

Dirigentes e conselheiros do São Paulo ficaram irritados com a presença de membros da torcida organizada no evento no clube, neste domingo, e citaram que é a primeira vez que a diretoria permite a entrada dos integrantes no clube. Dizem que alguns deles eram sócios, mas outros entraram como convidados. Em plena crise, os organizados se manifestaram em defesa de Juvenal Juvêncio.

No sábado, após a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, membros da Tricolor Independente e da Dragões da Real impediram o protesto de torcedores comuns que criticava Juvenal Juvêncio e o diretor Adalberto Batista. As organizadas assumiram a manifestação, vetaram críticas aos dirigentes, dispararam contra os jogadores e até insultaram o opositor Marco Aurélio Cunha.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo


O churrasco na sede social do São Paulo com presença de membros da torcida organizada Tricolor Independente acabou em briga na tarde deste domingo. Aliados do presidente Juvenal Juvêncio assistiam a um vídeo ironizando o pré-candidato de oposição Marco Aurélio Cunha quando os oposicionistas se irritaram e a dicussão começou (confira as imagens abaixo - reprodução da TV Bandeirantes).

Os membros da Tricolor Independente que estavam no clube ficaram ao lado dos aliados de Juvenal Juvêncio, e participaram da troca de ofensas e agressões, que contou com violência física e teve de ser apartada por seguranças do São Paulo.

O vídeo que motivou a discussão mostra o ex-superintendente e pré-candidato Marco Aurélio Cunha cantando o hino do Santos, rival do São Paulo. Médico, ele trabalhou na Vila Belmiro no fim dos anos 1990, antes de retornar ao São Paulo. Marco Aurélio está viajando, fora do Brasil, e não esteve presente no clube neste domingo. Alguns de seus aliados vestiam camisas com seu nome, para a campanha visando às eleições de abril de 2014.

Dirigentes e conselheiros do São Paulo ficaram irritados com a presença de membros da torcida organizada no evento no clube, neste domingo, e citaram que é a primeira vez que a diretoria permite a entrada dos integrantes no clube. Dizem que alguns deles eram sócios, mas outros entraram como convidados. Em plena crise, os organizados se manifestaram em defesa de Juvenal Juvêncio.

No sábado, após a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro, membros da Tricolor Independente e da Dragões da Real impediram o protesto de torcedores comuns que criticava Juvenal Juvêncio e o diretor Adalberto Batista. As organizadas assumiram a manifestação, vetaram críticas aos dirigentes, dispararam contra os jogadores e até insultaram o opositor Marco Aurélio Cunha.

Veja a confusão entre Juvenal e sócios no churrasco do São Paulo