icons.title signature.placeholder Russel Dias
07/07/2014
15:09

Enquanto o atacante Victor Andrade treina separado do elenco do Santos, os bastidores por sua saída do clube se aquecem. Ao mesmo tempo em que o Benfica (POR) está no páreo pelo garoto de 18 anos, um outro clube europeu entra na briga: o Hoffenheim (ALE).

Representados no Brasil pela empresa Rogon Sportmanegement, da Alemanha, o clube tem um interesse que não é novo, já que tanto o atleta quanto seu pai conheceram as estruturas do clube.

Na terça-feira, após o jogo entre Brasil e Alemanha, pelas semifinais da Copa do Mundo, que acontece às 17 horas, está marcada uma reunião entre a Rogon e Nelson Andrade, pai de Victor, para tratar de uma possível transferência.

Caso haja o acerto, o staff de Victor Andrade tentará novamente uma liberação junto ao Santos, pois seu contrato termina no dia 30 de setembro, e caso queria jogar na Europa ainda este ano, teria que se desvincular antes do dia 20 de julho, data que fecha a janela de transferências.

O LANCE!Net apurou que representantes do atleta ofereceram ao Peixe R$ 500 mil mais a dispensa dos dois meses de salário e direito de imagem que Andrade teria a receber para sair agora. No entanto, o clube teria recusado a proposta. Pessoas próximas do jogador afirmaram à reportagem que uma nova oferta de liberação deve acontecer ainda nesta semana, com um aumento do valor inicial.

Porém, a parte ligada ao jogador não está disposta a pagar um valor considerado alto, e não deve aumentar muito o valor proposto. Caso não haja acordo, o atleta continuará no clube até o fim de setembro, e sairá de graça.

Escolha

A Rogon Sportmanegement também teria bandeira branca para representar o Wolfsburg (ALE), um dos clubes que estariam dispostos a contar com o atacante. No entanto Victor Andrade gostaria mais do outro clube alemão, por ter menos disputa no ataque, já que ele quer ter sequência de jogo.

Opção

Caso as partes não se entendam e o atleta tenha que esperar o fim do contrato, e consequentemente, abrir mão de jogar na Europa neste ano. Mas isto não significaria ficar sem clube. No começo do ano o Palmeiras demonstrou gostar do futebol da jovem promessa do Santos, mas as tratativas não evoluíram.

Tentativa

Antes de olhar ofertas de fora o Peixe chegou a tnetar renovar contrato com a revelação. As duas partes teriam aceitado em estender o contrato por mais três anos, mas a pedida não agradou nenhum dos dois.