icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/04/2014
07:30

"Fique tranquilo: sempre se pode provar o contrário". A frase é de autoria do jornalista e dramaturgo Millôr Fernandes, que era um ilustre torcedor do Fluminense. Porém, as palavras podem traduzir o atual momento do elenco do Vasco. Às vésperas do início de mais uma final do Carioca contra o Flamengo, o time de São Januário se blinda emocionalmente, em uma tentativa de quebrar um tabu que dura desde 1988: bater o rival rubro-negro em uma final e acabar com a zoação em relação aos vices dos últimos anos.

Camisa 10 e um dos mais experientes do atual elenco cruz-maltino, Douglas garante que o tom do grupo da Colina tem sido a tranquilidade. A pressão que vem de fora, por força dos jogadores, parece não fazer ferver o Caldeirão.

- A tranquilidade está fazendo parte deste grupo. Para uma final é importante tentarmos esquecer a pressão que vem de fora e pensar somente na partida. Está todo mundo muito bem. Temos de esquecer o passado também. Não dá para ficar lembrando toda hora. Temos de vivenciar o momento - garante o meia.

Após a classificação sobre o Fluminense, vascaínos deixaram a desconfiança de lado e demonstraram segurança no time de Adilson Batista, chegando a afirmar que a hora do Urubu chegaria.

E justamente como Millôr disse certa vez, o Vasco quer provar o contrário. Provar para os rivais e para a torcida que pode, sim, bater o Flamengo em uma final. Acabar com a mística, talvez, seja o maior adversário deste atual time cruz-maltino, que iniciou a temporada envolto à dúvida dos torcedores após o trágico ano de 2013.

Nada melhor do que afastar tudo isso quebrando tabus e batendo o rival na final. Começa domingo!