icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/11/2014
15:18

A eleição do Corinthians foi confirmada pelo Conselho Deliberativo do clube nesta terça-feira para o próximo dia 7 de fevereiro, mas o clima já está quente. Por meio de uma nota oficial à imprensa, Ilmar Schiavenato atacou a administração do presidente Mário Gobbi Filho.

Ex-diretor social do atual mandatário do clube, o candidato afirmou que a situação de Mano Menezes, que foi avisado que não ficará no clube mesmo com o Brasileirão em andamento, é um exemplo da má administração.

- Não é o momento de discutir algo (próximo treinar) agora. O momento é de ganhar! Colocar o Corinthians no lugar que ele sempre deve estar, na Libertadores. E digo mais, o que está faltando para o Corinthians neste momento é gestão - afirmou.

Na mesma nota oficial, Ilmar Schiavenato criticou a maneira que a diretoria vem fazendo as contratações, além da condução da venda de ingressos na Arena em Itaquera.

- Na minha gestão vamos acabar com o balcão de negócios, até por que somente desta forma é que iremos ter condições de fortalecer o time. Iremos trazer treinador, jogadores e formar um elenco competente. Hoje o Corinthians é uma verdadeira barriga de aluguel, e também não podemos manter os preços dos ingressos desse jeito - afirmou o candidato à presidência do Corinthians.

- O primeiro passo é fazer a renovação que precisa ser feita. Não sou o responsável pela atual administração, mas a respeito. Há vários nomes de treinadores, só que o momento não é este. Temos que analisar o mercado em fevereiro quando eu entrar - completou Ilmar.