icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/03/2014
08:29

O piloto Sebastian Vettel foi a grande atração da pré-temporada da Fórmula 1. Não pelos grandes resultados, e sim, pelo oposto à isso, a falta deles. O tetracampeão da F-1, com a Red Bull, enfrentou diversos problemas durante os testes em Jerez de La Frontera e Bahrein, ficando no fim da lista entre os que mais rodaram nos 12 dias de treinos. Dessa vez, na Austrália, andou pouco na primeira sessão, com 10 voltas e o sétimo tempo, mas na segunda, foi o que mais deu voltas na pista, com 41 e a quarta melhor parcial.

- De certo modo, foi um alívio hoje. O fato de estarmos rodando, não termos problemas, o balanço foi bom e a performance pareceu boa. No fim, os tempos desta quinta (e sexta) não valem muito, mas é melhor nos vermos próximos ao topo do que brigando lá embaixo, estou feliz com isso -- disse o alemão em entrevista ao site oficial da Fórmula 1.

Seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, também teve boa participação em ambos os treinos, marcando o quinto melhor tempo na primeira metade e o sexto na segunda, com 38 voltas.

- Eu sabia que os mecânicos estavam fazendo todo o possível desde os testes, mas ainda assim, não esperávamos tantas voltas como hoje. Estou muito feliz e agradecido por eles. Acho que encerramos numa posição positiva hoje - comentou o australiano, que corre em casa.

Mas, ainda assim, Vettel não quer tirar os pés do chão com o bom número de voltas que as Red Bull deram nos treinos livres da Austrália e prega um tom mais "humilde" ao falar sobre o que espera da corrida.

- Faremos o possível para nos prepararmos para amanhã (treinos classificatórios) e domingo (corrida), mas vamos ver até onde podemos chegar. O mais importante é terminarmos ambos - completou.