icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/03/2014
10:31

Atual tetracampeão da Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel utiliza a temporada de 2012 da principal categoria do automobilismo para justificar as suas esperanças para conquistar o pentacampeonato na temporada 2014, que começa neste domingo, com o Grande Prêmio da Austrália, em Melbourne.

Mesmo após testes de pré-temporada, em Jerez de la Frontera (ESP) e Sakhir (BAR), nada animadores para o piloto da Red Bull, que viu as equipes Williams e Mercedes se destacarem, enquanto o carro RB10 apresentou diversos problemas, Vettel vê o desempenho do espanhol Fernando Alonso em 2012 como exemplo. Na ocasião, segundo ele, o piloto da Ferrari brigou pelo título com um carro inferior (relembre abaixo).

- A nossa preparação (para 2014) não foi ideal e nós não estamos na melhor condição para essa corrida, mas, no campeonato, há um longo caminho a ser percorrido. Dois anos atrás, Fernando (Alonso) estava 1s5 mais lento que a pole-position e ficou muito perto de nos derrotar na última corrida. Tudo pode acontecer - falou Vettel, em entrevista coletiva em Melbourne.

Nos testes de pré-temporada, a Red Bull, de Vettel e Daniel Ricciardo, teve muitos problemas no novo carro e não conseguiu completar muitas voltas nas pistas da Espanha e do Bahrein. A equipe taurina, guiada por motores Renault, conseguiu apenas 1.621km nos testes, longe dos números de Mercedes (4.732km), Williams (4.645km) e Ferrari (4.269km).

- Não rodamos tanto como gostaríamos nos testes e há muitas coisas para resolver. Nós estamos caminhando passo a passo, mas, no momento, ainda não sabemos onde estamos e é justo dizer que não somos favoritos e temos que alcançar aqueles que atingiram mais quilometragem. É preciso uma confiabilidade muito boa para ser um candidato ao título. Estou ansioso para ver, no domingo, onde estamos - acrescentou Vettel.

Os treinos livres para o Grande Prêmio da Austrália começam às 22h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira. A primeira corrida do ano está marcada para o domingo, às 3h.

Relembre a F-1 de 2012

A temporada 2012 começou com sete vencedores diferentes nos sete primeiros GPs. Ao fim, Sebastian Vettel foi o campeão daquele ano ao vencer cinco GPs (Bahrein, Japão, Coreia, Singapura e Índia) e somar 281 pontos. Fernando Alonso venceu três provas (Malásia, Espanha e Alemanha), e somou 278 pontos, apesar de um carro da Ferrari muito criticado ao longo da temporada.

Na última corrida daquele ano, no Brasil, Alonso ainda tinha chances de título e por pouco não o conquistou. O espanhol da Ferrari terminou a prova em Interlagos na segunda colocação (Jenson Button venceu), enquanto o alemão da Red Bull foi o sexto. Uma vitória teria dado o título a Alonso.