icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/03/2014
10:04

Uma das principais marcas da Fórmula 1, o ronco dos motores foi alterado nesta temporada após a adoção dos motores V6 Turbo no lugar do V8. A mudança recebeu críticas de todos os lados e nesta quinta-feira foi a vez do tetracampeão mundial Sebastian Vettel reclamar.

No primeiro evento do ano, no Grande Prêmio da Austrália, o piloto alemão abandonou a corrida nas primeiras voltas. Vettel precisou acompanhar o restante da primeira prova do ano nos boxes e pode observar os motores de fora.

- É uma m.... Eu estava no pit-wall (espaço entre boxes e pista) durante a corrida e lá estava mais silencioso do que em um bar. Acho que para os fãs isso não é legal - disse Vettel.

E MAIS:
> Ex-médico da F-1 diz que fãs de Schumacher devem se preparar para o pior
> Dario Franchitti pilotará o safety car nas 500 Milhas de Indianapolis

O piloto da Red Bull não poupou o novo som produzido pelos carros e avaliou que a mudança resultará em uma redução na tradição da categoria.

- Creio que a Fórmula 1 precisa ser espetacular, e o som é uma das coisas mais importantes. Eu não me lembro muito de quando tinha seis anos, mas fui ver os treinos livres na Alemanha e o que mais me recordo é o som dos motores. Era barulhento, fazia o chão vibrar. Pena que não temos mais isso - acrescentou Vettel.

Companheiro de equipe de Vettel, o australiano Daniel Ricciardo, que ficou em segundo na Austrália, mas depois foi desclassificado por correr com mais combustível que o permitido, foi mais leve em seus comentários. Em seu primeiro ano na escuderia taurina, ele não vê tantos problemas quanto o alemão.

- A partir do momento que você está em alta velocidade, não escuta o que está acontecendo. Ainda há bastante barulho dentro do capacete. Eu acho que está bom. É diferente, mas é mais uma coisa para se acostumar - disse.

A segunda etapa da Fórmula 1 será no próximo domingo, em Kuala Lumpur, na Malásia. Na noite desta quinta-feira vão começar os treinos livres no Circuito de Sepang.