icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
15:08

A 16º rodada da Liga da Espanha, agendada para este final de semana, irá opôr, no Vicente Calderón, o Atlético de Madrid, 2º colocado na competição, ao Valência, 9º. Pelos lado valencianista, o goleiro Diego Alves admitiu preocupação especial com o embate contra o hispano- brasileiro Diego Costa, vice-artilheiro do torneio com 15 gols em 15 jogos. Para o arqueiro, todo o cuidado é pouco na hora de lidar com o atacante colchoneros.

– O Diego vem muito bem, só não marcou gols em três rodadas, mas compensou em outros jogos para ter essa média de um gol por partida. É um atacante com muitos recursos: sabe cabecear, tem velocidade, finaliza bem com os dois pés. Vai ser um jogo muito difícil – analisa Diego Alves.

Convocado para Seleção Brasileira na era Mano Menezes, Diego Alves admite que suas chances de disputar a Copa do Mundo estão ficaram reduzidas nos últimos meses. O jogador, no entanto, não atribui isso apenas a chegada de Scolari ao comando do time canarinho, mas a própria sequência de lesão a que foi afligido no último semestre.  Ao longo desta temporada, Diego Alves disputou apenas 14 partidas, sendo que em sete delas deixou o gramado sem ser vazado.

– Esse segundo semestre está sendo um pouco atípico para mim, sofri duas lesões musculares e acabei ficando mais de um mês sem atuar. Mesmo assim venho trabalhando forte e estou conseguindo manter um bom nível - disse.

Depois de um início regular na Liga da Espanha, quando o Valência chegou a passar perto da zona do descenso, o time treinado por Djukic dá sinais de recuperação. Nas últimas oito partidas, pelo Espanhol, Liga Europa e Copa do Rei, perdeu apenas uma vez, com quatro vitórias e três empates.