icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
11/11/2014
07:10

Os palmeirenses iniciaram a semana lamentando a ausência de Valdivia no clássico contra o São Paulo, domingo, no Morumbi, mas o meia pode ser a surpresa da equipe de Dorival Júnior contra o rival. O presidente Paulo Nobre praticamente descartou a possibilidade em entrevista no último sábado, mas ainda há esperança.

O Mago foi convocado para defender a seleção chilena nos amistosos contra Venezuela, sexta-feira, e Uruguai, na terça-feira da semana que vem, ambos em casa. Ele se apresentou ao técnico Jorge Sampaoli na manhã dessa segunda e vai participar do primeiro duelo, mas ainda pode ser liberado do segundo. Dessa forma, voltaria ao Brasil no sábado e ficaria à disposição para domingo.

O Palmeiras manifestou aos chilenos, na semana passada, o desejo de contar com seu camisa 10. Como tem outros jogadores que atuam no Brasil convocados, como o lateral-esquerdo Mena, do Santos, a Associação Nacional de Futebol do Chile não aceitou desconvocar o Mago. Mas o Alviverde ainda espera a resposta para a alternativa de tirá-lo apenas do segundo compromisso.

Sabendo da possibilidade, Valdivia não forçou o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-MG, no último sábado. Ele ainda garantiu que joga contra o Sport, na quarta-feira da semana que vem, em jogo que marcará a abertura do Allianz Parque, mesmo sendo um dia depois do jogo entre Chile e Uruguai. O jogador abriu a possibilidade de voltar antes desta segunda partida:

- Se eu ficar (na seleção) até o dia 18, eu volto e jogo contra o Sport - disse.