icons.title signature.placeholder Russel Dias
24/07/2014
12:04

Há pouco mais de um mês o Santos anunciou a venda do lateral-direito Bruno Peres ao Torino, da Itália, mas o negócio pode melar. É o que afirma parte da imprensa esportiva italiana, como os sites da "Gazzetta dello Sport" e o "Voci Di Sport". A informação é de que o limite de estrangeiros no elenco é um entrave para a permanência dele no clube de Turim e, assim, o jogador poderia voltar ao Brasil.

A diretoria santista já foi informada sobre o problema e, embora ainda não tenha recebido pela transferência, dá o negócio como fechado, pois já houve a assinatura dos contratos. O atleta foi vendido por pouco mais de R$ 6 milhões, dos quais o Peixe tem direito a aproximadamente R$ 4,2 milhões.

O problema foi criado porque Sánchez Miño, argentino contratado pelo Torino do Boca Juniors (ARG), não conseguiu a cidadania italiana, como esperava. Segundo a mídia italiana, o clube europeu prefere o hermano a Bruno Peres.

Segundo Bernardo Silva, representante do lateral-direito, o Torino não o comunicou a respeito da situação e a notícia o pegou de surpresa.

- O que eu sei é por jornal também, o Bruno está treinando lá, ele teve uma tendinite há dois dias e está tratando. Para nós está tudo normal. Eu vou viajar para a Itália no final de semana para conversar a respeito. Mas o contrato já está assinado - afirmou ao LANCE!Net.

Questionado sobre a chance do jogador ser devolvido ao Peixe, o empresário diz que não sabe ainda o que deve acontecer.

- Não fomos comunicados, não dá para falar em hipótese. O dia que o Torino falar a gente vai ver o que tem que ser feito - disse Bernardo.

Depois de vender Bruno Peres, o Santos já acertou a contratação de um outro lateral-direito, Victor Ferraz, que estava no Coritiba.