icons.title signature.placeholder Matheus Babo
22/11/2014
18:15

Acabou a agonia e o sofrimento para o torcedor vascaíno. Mas engana-se quem acha que foi com uma bela vitória. Neste sábado, o Cruz-Maltino empatou com o Icasa em 1 a 1, gols de Kléber para o Vasco e Nilson para o time visitante, e garantiu o acesso para a elite do futebol brasileiro na próxima temporada. Novamente a torcida fez a sua parte, com mais de 56 mil pessoas comparecendo ao Maracanã.

Agora, o Vasco vai até Florianópolis cumprir tabela e enfrentar o Avaí na Ressacada, no sábado, às 16h20. Com o empate, o Icasa está matematicamente rebaixado e também entrará em campo apenas para cumprir tabela, diante do Boa Esporte, em Juazeiro do Norte.

PRIMEIRO TEMPO A MIL POR HORA E KLÉBER DESENCANTA

O Vasco começou o jogo em cima do Icasa, mostrando muita intensidade. Logo aos três minutos, Luan teve boa chance após escanteio, mas o goleiro Bussato espalmou. A bola sobrou para Douglas, que bateu colocado e obrigou o goleiro a fazer nova defesa. Um minuto depois, Maxi Rodríguez fez um lançamento primoroso para Thalles, que ajeitou com o peito para a perna esquerda e perdeu grande oportunidade de abrir o placar.

Antes dos 20 minutos, Kléber tentou de voleio, Maxi Rodríguez de fora da área, Douglas chegou atrasado no rebote e o Vasco não marcou. O Icasa, num contra-ataque, quase marcou com Nilson e logo depois com Mauri, mas Martin Silva fez uma defesa espetacular. Mas o gol só saiu do jeito que o Cruz-Maltino se acostumou nessa Série B, na bola parada. Aos 34, Douglas cobrou falta na área e Kléber subiu sozinho, testando firme para o gol. O camisa 30 não marcava há doze jogos.

ICASA EMPATA E TORCIDA SOFRE ATÉ O FIM

Se a primeira etapa começou em alta velocidade, o segundo tempo iniciou de maneira mais lenta. O Vasco diminuiu o ritmo e a Chapecoense aproveitou. Logo aos nove minutos, Guiñazú errou na saída de bola e Nilson chegou na entrada da área em condições de bater para o gol. Ele chutou colocado com muita categoria no canto esquerdo de Martin Silva, que nada pôde fazer.

O gol abalou o time vascaíno, que não mostrava poder de reação e criou um clima de tensão no Maracanã, já que desanimou a torcida. O time sofria para chegar ao ataque e cozinhava o empate, que garantia o acesso. Precisando vencer, o Icasa se mandava para o ataque e apostava nas jogadas de velocidade para surpreender. No último lance, o Verdão do Cariri teve a chance de ouro numa bola parada, mas a bola foi para fora após uma cabeçada, para desespero dos vascaínos.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1  X 1  ICASA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 22/11/2014 - 16h (Horário de Brasília)
Público e Renda: 49.559 pagantes e 56.334 presentes / R$ 1.662.405,00


Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Paulo Cesar Faria (MT) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Ivonaldo, Nilson e Junior Barros (ICA)
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Kléber (34'/1ºT); Nilson (9'/2ºT)

VASCO: Martin Silva, Carlos César (Lorran - Intervalo), Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazú, Fabrício e Douglas; Maxi Rodríguez (Lucas Crispim - 19'/2ºT), Thalles (Edmilson - 36'/2ºT) e Kléber - Técnico: Joel Santana.

ICASA: Gustavo Bussato; Ivonaldo, Naylhor, Marco Tiago e Zeca; Gilberto, Mauri, Neto (Bismark - 45'/2ºT) e Lucas; Junior Barros (Núbio Flávio - 25'/2ºT) e Nilson (Roger - 32/2ºT) - Técnico: Vladimir de Jesus