icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães
icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães
29/07/2013
10:30

Desde a apresentação dos reforços, a torcida do Vasco segue na espera para ver o volante Guiñazú e o meia Montoya atuando com a camisa do clube. Na última semana, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) entrou em recesso por conta do feriado da Jornada Mundial da Juventude e o Cruz-Maltino não pôde dar entrada na documentação dos estrangeiros. Com o fim do evento, o Gigante da Colina vive a expectativa de regularizar Guiñazú a tempo do jogo da próxima quinta-feira, contra o Goiás.

- No caso do Guiñazú, o único problema foi o recesso da Ferj. A Ferj ainda está fechada nesta segunda, mas ele deve assinar o contrato com o Vasco até no máximo nesta terça-feira para o clube dar entrada do contrato na Federação. Com isso, a questão seria resolvida e acredito que ele possa ter condições de jogo a tempo da partida de quinta - disse Fernando Lamar, advogado do Vasco.

E MAIS
> Efeito Juninho faz jogadores contestados apresentarem evolução no Vasco
> Roberto Dinamite presenteia papa Francisco com camisa do Vasco

A situação de Montoya é um pouco mais complicada. Seu antigo clube, o All Boys (ARG), teve seu login e senha bloqueados no site da Fifa, o que o impediu de publicar a venda do colombiano no portal da entidade máxima do futebol. Por isso, somente na última segunda, depois do encerramento da janela de transferências e há pouco mais de um mês da apresentação do atleta no Vasco, os argentinos conseguiram regularizar a situação.

Deste modo, o Vasco agora tenta, junto à Fifa, justificar os imprevistos para que Montoya não seja impedido de disputar o Campeonato Brasileiro. Apesar do problema, o clima no clube é de otimismo e a tendência é que a situação seja resolvida até o fim desta semana. Se isso acontecer, Montoya estará livre para atuar no clássico do próximo domingo, contra o Botafogo.

Desde a apresentação dos reforços, a torcida do Vasco segue na espera para ver o volante Guiñazú e o meia Montoya atuando com a camisa do clube. Na última semana, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) entrou em recesso por conta do feriado da Jornada Mundial da Juventude e o Cruz-Maltino não pôde dar entrada na documentação dos estrangeiros. Com o fim do evento, o Gigante da Colina vive a expectativa de regularizar Guiñazú a tempo do jogo da próxima quinta-feira, contra o Goiás.

- No caso do Guiñazú, o único problema foi o recesso da Ferj. A Ferj ainda está fechada nesta segunda, mas ele deve assinar o contrato com o Vasco até no máximo nesta terça-feira para o clube dar entrada do contrato na Federação. Com isso, a questão seria resolvida e acredito que ele possa ter condições de jogo a tempo da partida de quinta - disse Fernando Lamar, advogado do Vasco.

E MAIS
> Efeito Juninho faz jogadores contestados apresentarem evolução no Vasco
> Roberto Dinamite presenteia papa Francisco com camisa do Vasco

A situação de Montoya é um pouco mais complicada. Seu antigo clube, o All Boys (ARG), teve seu login e senha bloqueados no site da Fifa, o que o impediu de publicar a venda do colombiano no portal da entidade máxima do futebol. Por isso, somente na última segunda, depois do encerramento da janela de transferências e há pouco mais de um mês da apresentação do atleta no Vasco, os argentinos conseguiram regularizar a situação.

Deste modo, o Vasco agora tenta, junto à Fifa, justificar os imprevistos para que Montoya não seja impedido de disputar o Campeonato Brasileiro. Apesar do problema, o clima no clube é de otimismo e a tendência é que a situação seja resolvida até o fim desta semana. Se isso acontecer, Montoya estará livre para atuar no clássico do próximo domingo, contra o Botafogo.