icons.title signature.placeholder Bruno Braz
03/11/2013
14:35

Empolgada com a importante vitória sobre o Coritiba por 2 a 1 neste sábado, a diretoria do Vasco confirmou a promoção de ingressos para a partida do próximo domingo, contra o Santos, às 19h30, no Maracanã. Os setores norte e sul, que ficam atrás dos gols, custarão R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia. Os setores atrás das laterais do campo custarão R$ 20 com meia a R$ 10. Ao todo, cerca de 69 mil bilhetes serão comercializados. A venda começa nesta segunda-feira e o horário e os pontos serão divulgados pelo clube.

Torcida do Vasco promete abraçar o time no Maracanã contra o Santos (Foto: Paulo Sérgio)


- Acreditamos que pelo preço, pelo interesse e pelo Vasco ter conquistado esta importante vitória sobre o Coritiba, o Maracanã ficará lotado. Esperamos cerca de 70 mil pessoas - declarou o vice de patrimônio Manuel Barbosa.

Poucas horas depois do resultado sobre o Coxa, torcedores nas redes sociais já criaram a campanha "70 mil no Maraca (#70milnomaraca)". O público é possível já que a capacidade do estádio é de 72 mil e, apesar da carga ser de 69 mil, alguns ingressos serão reservados para as gratuidades.

- O que eu quero dizer para a torcida do Vasco é que, mais do nunca, precisaremos deles na partida contra o Santos. Lugar de vascaíno é no Maracanã. Vamos torcer e apoiar o time que eu tenho certeza de que sairemos dessa - disse Manuel Barbosa.

Novo comandante do Vasco, o técnico Adilson Batista também fez coro com a diretoria e convocou os vascaínos:

- No próximo jogo no Maracanã a gente pede o apoio do torcedor, que ele compareça e nos apoie. Temos que agradecer o torcedor do Vasco aqui de Macaé que nos apoiou, eles foram importantes. Agora é pensar jogo a jogo.

Neste sábado, tão logo se encerrou a partida contra o Coritiba, os torcedores presentes no Estádio Moacyrzão, em Macaé (RJ), já deixaram seu recado entoando a tradicional canção "Domingo eu vou ao Maracaña", de Neguinho da Beija-Flor.

O jogo contra o Goiás, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, motivou bastante a diretoria a mudar o local da partida. Na ocasião, mesmo com o time reserva, 36 mil pessoas estiveram presentes para apoiar o Gigante da Colina na vitória por 3 a 2, insuficiente para a classificação. Há um consenso de que, pela acústica do estádio, quando ele está lotado a pressão se torna grande para os adversários.