icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
21/11/2013
07:26

Mesmo ciente de que a tarefa é difícil, o Vasco ainda tenta novas cartadas para contar com Marlone no ano que vem. Nos últimos dias, aumentou valores e ofereceu condições melhores de contrato ao agente do apoiador, mas segue sem resposta. Em meio a isso, faz uma blindagem para ter a joia focada nesta reta final.

Na nova proposta vascaína, o salário, que hoje é de pouco mais de R$ 10 mil, passaria para R$ 80 mil, com pagamento de luvas de R$ 300 mil. Além disso, o clube cederia 10% dos 60% de direitos que detém ao agente do atleta, que, desta forma, passaria de 40% para 50%.

Outra cartada, para tentar convencer o empresário, Reginaldo Duarte, a não negociá-lo agora pelo baixo valor da multa de R$ 6 milhões é a seguinte: em caso de proposta futura de 4 milhões de euros (pouco mais de R$ 12 milhões), cada um teria direito a 50% pela nova divisão. Mas do valor que ficar acima desse número, 70% seria do agente.

A preocupação é grande, pois o assédio por Marlone só cresce. O favorito da vez, que já foi o Santos, passa a ser o Cruzeiro. Segundo informações vindas de Minas Gerais, Cristiano Koehler teve uma reunião com a Raposa na segunda-feira. Mas, em contato com o LANCE!Net, o diretor-geral disse que o encontro foi para tratar da liberação de Pedro Ken.

Outro fator que preocupa é ter Marlone focado nesta reta final. A má atuação diante do Corinthians já serviu de alerta. Agora, o clube espera blindar o jovem nesta reta final, evitando entrevistas e garantindo que o assunto negociação só será tocado ao fim do Brasileirão.

Diretor cruzeirense nega negociação

O Cruzeiro surge como o favorito para contratar Marlone na próxima temporada, mas, segundo o diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos, não existe negociação alguma envolvendo o apoiador neste momento, mas faz elogios.

- Não é verdade que Cruzeiro e Vasco estejam conversando. É um jogador que o Brasil está se encantando por ele, mas o Vasco vive momento delicadíssimo no campeonato. Sabemos que a ânsia sobre quem vai sair e quem vai chegar é grande. Mas o Cruzeiro não tem nenhum tipo de contato sobre o Marlone. Não sei se tem outro clube, investidores envolvidos, mas o Cruzeiro só pensa em contratar jogadores quando acabar o campeonato - disse o diretor ao jornal “O Tempo”.

De fato, as negociações têm sido tocadas por grupos de investidores. Alguns empresários já fizeram contatos com o agente de Marlone, cada um interessado em colocar o atleta em um clube diferente.

O Vasco e outros clubes interessados, porém, já mostram incômodo com um certo leilão.