icons.title signature.placeholder Rodrigo Ciantar
09/12/2013
16:36

O torcedor vascaíno Gabriel Ferreira Vitael, de 20 anos, já retornou ao Rio de Janeiro. Ele havia sido liberado já na manhã desta segunda-feira, mas continuou no Hospital São José por não ter dinheiro para retornar à sua cidade. Mas, durante a tarde, um funcionário do Vasco esteve no local e o levou ao aeroporto.

A diretoria vascaína custeou a passagem de volta do torcedor, que foi um dos mais agredidos durante a briga com organizadas do Atlético-PR. Na noite de domingo, Antônio Peralta, vice-geral, e Romulo Campello, diretor médico do Vasco, estiveram no hospital para dar apoio.

O torcedor deixou o hospital de carro, ao lado do funcionário do Vasco, e não falou com a imprensa.

Ainda há um torcedor internado, o atleticano William Batista. Ele foi transferido para um hospital particular da cidade, a pedido da família, e não tem data para ser libertado. Durante o dia, ele fez novos exames, pois sofreu uma fratura no crânio, mas não corre riscos.