icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma
12/12/2013
07:06

O Santos tem bem encaminhado com o Napoli (ITA) um empréstimo para ter Eduardo Vargas em seu elenco para a próxima temporada. Mas o acordo ainda não foi assinado e o São Paulo mantém as conversas para superar o rival e contar com o chileno. Para ajudar na negociação, o Tricolor tem ao seu lado um investidor.

Enquanto o Santos negocia por um empréstimo de um ano e meio, o clube do Morumbi, a princípio, tem a intenção de comprar 50% dos direitos econômicos de Vargas. Boa parte desse valor seria bancado pelo investidor. A ideia é pagar cerca de 7 milhões de euros (cerca de R$ 22,4 milhões) ao clube italiano. Conversas entre todas as partes têm acontecido diariamente.

Em meio às negociações, os representantes do Napoli chegaram até a perguntar a dirigentes tricolores sobre a situação de atletas do elenco de Muricy Ramalho.

No fim do ano passado, o São Paulo já havia tentado o chileno, mas a forma com que os italianos conduziram as tratativas não agradou. O Tricolor chegou a ter tudo acertado, mas o interesse do Grêmio fez o Napoli abrir leilão. Os paulistas recuaram e os gaúchos passaram o ano de 2013 com o atacante chileno. Em dois amistosos com o Brasil neste ano, ele marcou dois gols, um em cada partida.

As repentinas mudanças de ideias dos dirigentes do Napoli podem ajudar o São Paulo dessa vez. Pessoas do Santos têm muita confiança que o jogador atue na Vila Belmiro em 2014, mas se os italianos preferirem vendê-lo, o caminho pode ser o Morumbi.

No atual esquema utilizado por Muricy, Vargas seria opção para a vaga de Ademilson, que terminou o ano como titular do time. A diretoria e a comissão técnica entendem que é necessário reforçar o ataque para a próxima temporada. Além disso, os jogadores do setor não estão com futuro garantido dentro do clube.